Home2022-01-11T16:52:39-03:00

Notícias

Confira mais notícias

Entrevistas

2021-09-20T12:51:09-03:00
Confira mais entrevistas

Podcast

Confira mais Podcasts

Colunistas

CUSCUZERIA

Maior usina eólica da América do Sul fica no Piauí

Em operação desde junho de 2021, o empreendimento, batizado de Parque Eólico Lagoa dos Ventos, fica localizado no coração do Estado do Piauí, entre os municípios de Dom Inocêncio, Lagoa do Barro e Queimada Nova, e conta com 716 MW de capacidade instalada. No total, são 230 geradores de energia eólica operando no local, espalhados por uma área de 120 quilômetros, que juntos conseguirão evitar a emissão de 1,6 milhão de toneladas de CO2 por ano, além alimentar com energia limpa cidades do Piauí e de outras regiões do Nordeste. Além de abrigar a maior usina do setor na América do Sul, o Nordeste bateu outro recorde nos últimos 12 meses, com a ajuda do Parque Eólico Lagoa dos Ventos. De acordo com a ABEEólica, em 2021, por mais de uma vez, a região foi completamente abastecida, durante 100% do dia, por energia eólica, fortalecendo-se cada vez mais no setor – principalmente em tempos de crise hídrica. (Piauí Hoje).

Sebrae Alagoas bateu recorde de atendimento em 2021

Em 2021, segundo o Mapa de Empresas do governo federal, 12.929 negócios fecharam as portas em Alagoas, mas muita gente se tornou microempreendedor individual (MEI) para contornar o desemprego. Mais de 22 mil novos MEIs foram abertos no estado entre o final de 2020 e dezembro do ano passado.

Mais de 177 mil atendimentos foram realizados em Alagoas. Para auxiliar os cerca de 170 mil donos de pequenos negócios no estado a superar os desafios impostos pela crise, o Sebrae desenvolveu programas de consultoria 100% gratuitos e ampliou a oferta de produtos e serviços à distância.

Dos cerca de 180 mil atendimentos realizados em todo Estado, mais de 40% foram digitais. O desempenho do último ano superou até mesmo os resultados gerados no auge da pandemia, em 2020, quando a instituição registrou cerca de 120 mil atendimentos.
Somente no ano passado foram realizadas 10.184 consultorias. Posicionamento digital e formalização da empresa foram alguns dos temas mais demandados pelos empreendedores, que buscavam o apoio da instituição para se adaptar aos novos cenários e modelos de negócios.

Sergipe é o único estado do país que abre uma empresa em menos de 24 horas

Enquanto no Brasil o tempo médio para abrir uma empresa é de 2 dias e 7 horas, Sergipe encerrou o mês de dezembro com o menor período já computado: 19 horas. Pelo terceiro mês consecutivo, o estado foi destaque pela agilidade no registro e abertura de novas empresas. Os dados são da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (REDESIM). Em 2021, 5.399 empresas foram constituídas; desse valor, 4.624 foram abertas em questão de segundos pela categoria de deferimento automático – o equivalente a um aumento de 22% em relação a 2020, que abriu 4.238 empresas. A Junta Comercial de Sergipe (Jucese) também é referência em atuação. Em dezembro, o órgão responsável pelo registro de empresas levou em média 3 horas para registrar uma nova empresa na sua base dados, permanecendo no primeiro lugar como a Junta Comercial mais rápida do país. (Sergipe Notícias).

Maceió é a capital com segunda maior alta no valor do imóvel no Brasil em 2021, diz pesquisa

Maceió foi a segunda capital do país com a maior alta no valor médio do imóvel no ano de 2021.  Ao menos essa é a conclusão do Índice FipeZAP+, um dos mais importantes indicadores imobiliários do país, que apontou uma valorização média no valor de imóvel em Maceió de 18,50%, a segunda maior entre as 16 capitais monitoradas pela pesquisa, atrás apenas de Vitória, no Espírito Santo, que teria tido variação de 19,86%. No ranking, publicado nesta segunda no site da revista Exame, a taxa média de valorização de Maceió ficou muito acima do índice médio de valorização da pesquisa no país, que foi de 5,29% (maior alta média do índice nos últimos 7 anos).

Segundo especialistas, a alta expressiva em Maceió e outras capitais foi puxada por fatores como o aumento nos custos de construção, principalmente de insumos como aço e outros materiais metálicos, materiais hidráulicos e madeira, que tiveram alta acima de 20% ano passado. Apesar da pesquisa não detalhar causas específicas do aumento em Maceió, fontes do mercado apontam que a alta também se deve ao aquecimento do mercado local gerado tanto pela procura de imóveis para locação por temporada pelo boom turístico, quanto pela injeção de recursos da indenização dos moradores dos bairros afetados pela mineração da Braskem, que fez com que milhares de pessoas precisassem adquirir novos imóveis. (Agenda A).

 

Paulo Câmara: “Nós vamos ter 5 bilhões de investimento em Pernambuco”

Folha de Pernambuco
Vislumbrando 2022 como o melhor ano de investimentos da história de Pernambuco, o governador Paulo Câmara fez, à Folha de Pernambuco, um balanço da sua gestão, elencou prioridades e deixou claro o desejo de cumprir até o final o seu mandato à frente do Executivo. “Vou poder finalizar o mandato da forma que sempre quis finalizar, pegamos Pernambuco em um momento muito bom (2015), mas vamos deixar melhor ainda”, ressaltou o governador.

A gente consolidou o processo de profissionalização da gestão. A gestão de Pernambuco funciona muito bem, nós sempre tivemos agilidade para dar respostas. Transformamos a educação de Pernambuco. Eduardo (Campos) fez avanços fundamentais e nós consolidamos Pernambuco como a maior educação pública do Brasil, estamos universalizando o ensino integral, Pernambuco vai fazer isso e você vai esperar algum tempo para algum estado conseguir atingir isso. Temos um controle maior na segurança, vamos ter condições de ter números melhores de toda a história do Pacto Pela Vida. E mostramos que nossa saúde pública respondeu bem à pandemia da Covid-19. E nunca deixamos de planejar, de saber onde precisava e o que faltou muitas vezes para dar celeridade nas ações foram os recursos, e agora que a gente conseguiu voltar a ter acesso a crédito, fizemos um grande enxugamento da máquina, a gente está tirando do papel sonhos de muita gente, de muitos municípios pernambucanos. Pernambuco tem ações pensadas até o final de 2022 e vai deixar projetos para nossos sucessores que, com certeza, eles vão aproveitar, que fazem parte do que Pernambuco precisa.

Plano Retomada
Nós vamos ter R$ 5 bilhões de investimentos privados e públicos que já estão em andamento, que envolve estrada, envolve água, envolve educação. Nós vamos fazer pelo menos uma quadra coberta em todas as escolas. Nós estamos com recuperação de muitas escolas, até porque essa ampliação das escolas em tempo integral exige alguns ajustes. Nós estamos fazendo esforços na segurança, gastamos 25 milhões de reais para comprar um helicóptero; estamos vendo ampliação de delegacias da mulher para 2022. Estamos também com uma série de investimentos na área da saúde, que foi uma área que recebeu muito investimento, porque o momento exigiu e exige isso ainda e vai exigir no futuro. Nós temos as ações sociais que não vão parar, porque a população está muito vulnerável. A questão da água, do esgotamento sanitário, temos uma parceria de R$ 35 bilhões com a iniciativa privada. Estamos fazendo muito investimento em obras que também sintonizam com a chegada desses investimentos privados. Estamos com qualificação profissional, estamos com microcrédito. O Plano de Retomada tem um desenho, lógico que o que for preciso agregar, nós vamos agregando, mas ele está bem desenhado. E se tiver mais dinheiro, nós vamos continuar avançando, porque nós estamos realmente com um conjunto de projetos, que as crises não nos deixaram fazer há muito tempo.

 

Ceará deverá ter 2 novos acordos para investimento em hidrogênio verde até fevereiro

Diário do Nordeste
A informação foi confirmada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará, Maia Júnior, durante evento de inauguração da nova estrutura física da Sedet, nesta terça-feira (4).

Além dos dois acordos que poderão ser assinados nas próximas semanas, Maia Júnior ainda comentou que o Governo ainda está negociando mais 3 novos projetos de hidrogênio verde.

No entanto, ainda não há previsão de conclusão das tratativas, que envolvem questões tributárias e outros tipos de incentivos e contrapartidas, geralmente.

Durante o evento, o titular da Sedet ainda comemorou o desempenho do Ceará no último leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para instalação de termelétricas, o que deverá possibilitar a impulsão de novo hub de gás natural no Estado.

“Temos 14 protocolos já assinados de hidrogênio verde, com mais dois para assinar até o início de fevereiro, e mais três que estão em negociação. O Ceará está virando a casa do hidrogênio. Esse leilão de dezembro, para contratar termelétricas, teve o Ceará como maior ganhador, e vai possibilitar um novo hub, de gás natural. Temos grandes investimentos, de empresas do setor que estão sendo finalizados”, disse.

ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI

Siga-nos no Instagram

FALE CONOSCO

FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS NOSSAS NOVIDADES

    Ir ao Topo