Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
21 de julho de 2024 11:00

Alagoas prevê crescimento de 30% do PIB nos próximos oito anos

Alagoas prevê crescimento de 30% do PIB nos próximos oito anos

Evento em São Paulo debate projetos de educação que adicionam R$ 1 bi nos investimentos da área em Alagoas

Por Fabíola Lago
Para Investindo Por Aí

Em debate sobre projetos de educação do Governo de Alagoas, na sede do Instituto Unibanco em São Paulo (SP), o secretário da Fazenda de Alagoas, George Santoro, anunciou que o PIB de Alagoas deverá alcançar 30% de crescimento nos próximos anos. A projeção é derivada do montante de investimentos em diferentes frentes, somando cerca de R$ 10 bilhões. Além dos aportes com recursos próprios do estado, uma parcela considerável desse valor virá das obras a serem realizadas pelas empresas vencedoras dos leilões de saneamento na região – incluindo o que será realizado logo mais, às 14h, na B3, envolvendo 61 municípios alagoanos.

Aproximadamente, R$ 1 bilhão de recursos estão sendo destinados a mais a cada ano a projetos voltados especificamente à educação já a partir de 2021. Eles foram debatidos nesta manhã no painel Alagoas do Futuro, com a presença do governador do estado, Renan Filho, o secretário estadual de Educação, Rafael Brito, e do superintendente do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, entre outros participantes.

Segundo o ex-ministro da Educação, José Henrique Paim Fernandes, e atual Diretor do Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais da FGV, a estratégia multissetorial adotada pelo governo alagoano é a chave do investimento em educação. Ele foi um dos debatedores do painel e se referiu à articulação de projetos de participação, engajamento da juventude, trabalho e renda. Um dos principais programas em desenvolvimento no Estado integra o pagamento de bolsas para jovens que estão retornando às aulas presenciais após o período mais drástico da pandemia, bem como à bolsa permanência para os alunos que alcançarem, pelo menos, 90% de assiduidade na escola.

Essas medidas visam combater a evasão escolar em Alagoas, um dos principais desafios para a educação do estado. Segundo o secretário Rafael Brito, a construção de projetos de vida dos estudantes será um elemento adicional para que a relação com a escola seja reforçada entre os jovens. Para tanto, o governo vai destinar 8.760 bolsas – de R$ 1.500 a professores mentores e de R$ 250 para estudantes monitores.

Outro anúncio feito por Rafael Brito foi o do Projeto Pontapé da Educação, cuja portaria está sendo assinada hoje. Ele prevê a contratação de 1.200 jovens estagiários dos mais diferentes campos de conhecimento e matriculados no ensino superior. Eles atuarão nas 310 escolas nos 102 municípios alagoanos. Além disso, outras 10 mil bolsas serão pagas para cursos de qualificação profissional no Senai.

Além disso, o secretário de Educação anunciou a ampliação do número de escolas estaduais em tempo integral em Alagoas em 2022, passando de 62 para 107 escolas (alcançando 50% dos alunos da rede estadual).

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

ademi-bahia
Sebrae Alagoas promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas | Foto: Reprodução
sede-santander-1
Bilionarios-Nordestinos
polo RN
hospital
Corrente de comércio exterior nordestina atingiu US$ 24,97 bilhões no primeiro semestre de 2024 | Foto: Reprodução
bnb_infra
Ciclo do ouro impulsiona mineração sustentável e geração de empregos | Foto: Reprodução
Maceió, capital de Alagoas - Foto: Legacy600

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }