Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
23 de fevereiro de 2024 17:55

Sebrae destaca cinco erros que devem ser evitados pelos empreendedores

Sebrae destaca cinco erros que devem ser evitados pelos empreendedores

Desafio diário para quem possui um pequeno negócio, manter em dia, e de forma sustentável, a gestão financeira da empresa é uma missão que demanda bastante conhecimento e dedicação dos empreendedores.

Por essa razão, para contribuir com um melhor desempenho dos empresários, o Sebrae/PB elencou cinco ‘armadilhas financeiras’ que devem ser evitadas por qualquer empreendedor, independentemente do porte ou da atividade econômica da empresa.

A primeira, e a mais comentada, dessas armadilhas já é conhecida por muitos empreendedores: não se deve misturar o dinheiro pessoal com os recursos da empresa.

Além de prejudicar a compreensão adequada sobre a realidade financeira do negócio, essa é uma atitude que compromete a transparência da empresa.

Além disso, ao cair nessa armadilha, o empresário pode cometer um segundo erro bastante comum no universo dos negócios, que é não conhecer a lucratividade da sua empresa.

Isso significa, na prática, não saber diferenciar se o seu negócio está tendo lucro ou prejuízo. Logo, de acordo com o Sebrae, essa falta de conhecimento sobre a realidade da empresa pode comprometer a tomada de decisões estratégicas e, também, a sustentabilidade do negócio.

Outro ponto importante tem relação com o fluxo de caixa, que é o instrumento utilizado para descrever detalhadamente e controlar todas as movimentações financeiras da empresa.

Nesse ponto, a armadilha destacada pelo Sebrae é justamente não realizar de forma periódica o controle desse fluxo de caixa, ferramenta que pode trazer ao empresário não só uma visão mais clara sobre a situação do seu negócio, como também permitir a identificação de oportunidades de investimentos e ampliações.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Já a quarta armadilha que deve ser evitada pelo empreendedor é fazer a precificação errada de seus produtos ou serviços, o que pode comprometer a sustentabilidade financeira da empresa.

Dessa forma, para definir corretamente os preços, o empreendedor precisa levar em consideração variáveis como o custo dos insumos, o preço praticado pela concorrência e a experiência proporcionada ao consumidor.

Por fim, o quinto erro possui relação com a gestão do estoque. Segundo o Sebrae, o empreendedor não pode cair na armadilha de manter um estoque excessivo, o que resulta em custos desnecessários, como também não pode dispor de um estoque pequeno, que pode implicar na perda de oportunidades de vendas. Logo, o segredo é manter o equilíbrio, de acordo com o perfil da empresa e dos clientes.

Ao ressaltar a importância de evitar todos esses erros, a analista técnica do Sebrae/PB, Márcia Timótheo, pontuou porque é necessário que o empreendedor tenha pleno conhecimento sobre gestão financeira e entenda bem a realidade do seu negócio.

“A conscientização do empresário sobre a importância do planejamento financeiro, para que desenvolva uma relação equilibrada com o dinheiro e tome decisões sobre finanças e consumo, é fundamental. Planejar as finanças da empresa pode trazer mais segurança, tranquilidade e liberdade para as definições. Decidir se planejar e se organizar, para que o pequeno negócio tenha crescimento equilibrado desde o começo, vale muito a pena, pois uma boa gestão financeira leva o empresário a ficar mais preparado para as alterações do mercado”, explicou.

Ainda conforme a analista, o Sebrae oferece diversas capacitações e serviços com foco nesse assunto, de modo a orientar os empresários sobre a gestão financeira. Uma dessas soluções é uma consultoria gratuita, com quatro horas de duração.

“Uma das formas que o Sebrae apoia os pequenos negócios é através dos consultores que atuam como Agentes de Crédito e Finanças. A empresa recebe a visita de um consultor especialista, que fará um levantamento da situação atual do negócio, através de um diagnóstico, que possibilitará avaliar o atual estágio da gestão financeira da empresa, e dessa forma irá propor melhorias através de um plano de ação”, afirmou Márcia Timótheo.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Reprodução
B3 | Reprodução
Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }