Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
19 de abril de 2024 12:45

2024: Um novo momento para a indústria

2024: Um novo momento para a indústria

 

Ricardo Cavalcante, presidente da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC), a frente do logotipo da Federação
Ricardo Cavalcante é presidente da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) | Foto: divulgação

 

Uma indústria inovadora, competitiva, sustentável e com presença global. É esse o futuro que precisamos começar a construir agora. Após décadas de um doloroso processo de desindustrialização, período no qual o setor perdeu continuamente representatividade no cenário econômico nacional, a Nova Indústria Brasil (NIB), acena com a possibilidade de reversão do quadro e abertura de novos horizontes para a indústria nacional.

Os desafios são muitos, e superá-los exige uma tomada de consciência das dimensões de cada passo a ser dado. Somente nas duas últimas décadas a produtividade do trabalho na indústria de transformação caiu 23%, fato agravado especialmente pelo alto Custo Brasil, estimado em torno de 15 a 20% do PIB, que impacta diretamente a nossa competitividade. Acrescente-se a isto a redução da complexidade tecnológica da pauta de exportações, que fez crescer a participação dos bens não industriais de 39,6% para 47,8% em apenas dez anos, enquanto os bens de alta e média complexidade tecnológica reduziram sua participação de 21,6% para apenas 14,5% no mesmo período.

Somos hoje a 16ª maior indústria de transformação do mundo, mas já fomos a 10ª em um passado não tão distante. Atualmente o setor responde por 15,1% do PIB, contra os 30% que representávamos na década de 1980. Entre 2012 e 2022, a economia brasileira cresceu, em média, apenas 0,5% ao ano. Setorialmente, o crescimento médio da agropecuária atingiu 2,7%, os serviços 0,8%, enquanto a indústria de transformação experimentou 1,4% de queda.

Nós temos plenas condições de inverter essa lógica e dar celeridade ao processo de neoindustrialização do país. Para tanto, precisamos promover um redesenho do ambiente de negócios, fortalecendo o ecossistema de inovação, efetivando a reforma e simplificação tributária, facilitando o acesso ao crédito com menores taxas de juros, modernizando o parque industrial do país, desconcentrando a nossa indústria e nos integrando às cadeias globais de valor.

O início do ciclo de redução da taxa SELIC já é um alento, mas não só precisa ser acelerado como carece de uma redução no spread, para que a taxa efetiva cobrada, principalmente aos pequenos negócios, seja compatível com o mercado internacional. A necessidade premente de descarbonização da economia também abre um importante leque de oportunidades, reforçando as vantagens competitivas das energias renováveis que tão bem sabemos produzir, a exemplo das fontes eólica e solar, e do hidrogênio verde, nosso grande trunfo. A economia criativa, a economia verde, a economia do mar, o ESG, são outros fatores essenciais à verdadeira mudança de paradigma em curso.

Nova Indústria Brasil surge com o propósito de ser um catalizador que nos levará à superação dos desafios aqui expostos. Com a previsão de R$ 300 bilhões em linhas de crédito, priorizando setores vitais como a agroindústria, a saúde, a bioeconomia, a transformação digital e a tecnologia de defesa, a nova política industrial visa incentivar a inovação tecnológica, dar eficiência ao desenvolvimento produtivo, investir na indústria verde e alavancar a participação da indústria brasileira no mercado internacional.

As cartas estão postas, resta-nos trabalhar de forma integrada, unindo forças para transformar essas iniciativas em vetores de aceleração do ciclo de neoindustrialização sonhado. Este é o nosso maior desafio!

 

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Prefeito-Bruno-Reis-1024x638
expoalagoas-2024
Energia solar grátis | Foto: reprodução
parque-shopping-maceio-expansao-06
donkey-head
56802_2024-04
Piauí deve alcançar uma boa taxa de vacinação bovina para conquistar aprovação internacional (Foto: Gov PI)
10042024 ApexBrasil Abertura (PF) -18
MBH3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }