Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
30 de maio de 2024 11:35

Acordo de R$ 214 milhões ampliará fornecimento de gás natural na Bahia

Acordo de R$ 214 milhões ampliará fornecimento de gás natural na Bahia

Petrobahia, Bahiagás e GNLink firmam contrato de 10 anos para distribuição de GNL e GNC

Na última quarta-feira, foi firmado um acordo que visa à ampliação do fornecimento de gás natural na Bahia. Com uma duração de dez anos e um valor total de R$ 214 milhões, o contrato envolve três principais entidades: Petrobahia, Bahiagás e a distribuidora GNLink. Juntas, essas organizações se comprometeram a construir e operar uma instalação voltada para o processamento e distribuição de Gás Natural Liquefeito (GNL) e Gás Natural Comprimido (GNC) em Itabuna, localizada no sul da Bahia. O foco da iniciativa está direcionado para atender aos setores industrial e automotivo, com ênfase nas regiões sul, extremo sul e sudoeste do estado. A cerimônia de assinatura do contrato teve lugar no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), contando com a presença do governador Jerônimo Rodrigues.

Reprodução

A distribuidora de gás natural GNLink será responsável pela aquisição do gás junto à Bahiagás e assumirá a operação da instalação. Paralelamente, a Petrobahia expandirá sua rede de postos de Gás Natural Veicular em toda a Bahia. Esse acordo propiciará a expansão do gás natural em municípios que atualmente não são atendidos por gasodutos, a exemplo de Vitória da Conquista e Juazeiro. O investimento global estimado será de cerca de R$ 155,9 milhões, sendo R$ 125 milhões da GNLink, R$ 30 milhões da Petrobahia e R$ 900 mil da Bahiagás.

O governador enfatiza que essa iniciativa representa mais uma oportunidade para impulsionar o desenvolvimento econômico em diversas regiões do estado, gerando empregos e atraindo empresas e indústrias para a Bahia.

“Nosso estado possui um potencial significativo, não apenas na região metropolitana de Salvador e nos polos industriais de Camaçari e Feira de Santana, mas também no oeste, norte, extremo sul, sudoeste e Chapada Diamantina. Portanto, nosso objetivo é levar essa oferta de gás a essas regiões. Já temos um calendário definido, e a partir do próximo ano, estaremos distribuindo gás no interior do estado”, afirmou o governador.

Essa parceria é de suma importância para a Bahiagás, uma vez que possibilita a comercialização de gás em áreas não atendidas por gasodutos, contribuindo para a interiorização do serviço. Atualmente, a empresa atende mais de 75 mil clientes em 22 municípios, consolidando-se como a maior concessionária pública de gás natural do Brasil.

Além disso, o projeto promete ter um impacto econômico significativo, gerando 50 empregos diretos com a operação da GNLink. O CEO da GNLink, Marcelo Rodrigues, enfatiza o compromisso da empresa com o desenvolvimento da Bahia, destacando que a operação em Itabuna representa o início de um projeto ambicioso para fornecer energia limpa e acessível a todo o estado.

Luiz Gavazza, presidente da Bahiagás, sublinha a importância do contrato na expansão da oferta de gás natural em diferentes regiões, observando que a iniciativa representa um marco importante ao antecipar o fornecimento de gás natural em regiões fora da malha dutoviária, abrindo caminho para a oferta deste produto em todo o interior da Bahia. O projeto será pioneiro na liquefação de gás natural proveniente de gasodutos no Nordeste.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

jomart
b3-4
Imagem do WhatsApp de 2024-05-24 à(s) 10.44
Galvanifertilizantespng
pina - recife
tijolos-ecologicos-
(Foto: Romain Dancre/Unsplash)
img13-1
Praia de Carneiros | Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }