Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
22 de fevereiro de 2024 14:55

Atraída pelos recursos naturais do Piauí, empresa vai investir R$ 30 bilhões em hidrogênio verde

Atraída pelos recursos naturais do Piauí, empresa vai investir R$ 30 bilhões em hidrogênio verde

Soma das potencialidades solar e eólica aos recursos hídricos do estado fazem o cenário ideal para a produção do combustível

Atualmente, o Piauí é destaque nacional no que diz respeito à produção de energia eólica. Por isso, acredita-se que o estado tenha grandes chances de se tornar um produtor de hidrogênio verde (h2v), tendo em vista que essa commodity é obtida a partir de recursos naturais. O Piauí é banhado por água doce e possui mais de 80 empreendimentos voltados à energia limpa (incluindo eólica e solar), o que faz com que haja mais facilidades na produção do h2v.

O Piauí está entre os dez estados brasileiros considerados hubs em hidrogênio verde, aponta ABH2 (Foto: Reprodução/iStock

Com isso, já existem empresas estrangeiras interessadas em investir na produção da commodity no Piauí. De acordo com a diretora de Fomento à Economia em Hidrogênio Verde da agência Investe Piauí, Karita Allen, nos próximos três anos dois grandes projetos de h2v serão implantados pela empresa espanhola Solatio, maior desenvolvedora de projetos solares da América Latina, que deve investir cerca de R$ 30 bilhões no Estado.

“Tivemos contato com várias empresas, duas delas já estão mais adiantadas em relação ao plano técnico apresentado ao Governo do Piauí. O projeto de uma delas é construir duas células de hidrogênio verde no Estado. Uma seria na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), em Parnaíba, e outra no Sul do Estado, para atender o mercado de fertilizantes”, explica Karita Ellen.

Durante a 2ª edição do Summit Piauí-Europa de Hidrogênio Verde – Action Plan Session, que ocorrerá no dia 12 de junho, em Berlim, na Alemanha, outra empresa irá apresentar um projeto ao governador do Piauí, Rafael Fonteles. Trata-se da Som Solar Outdoor Media, uma das maiores no ramo de produção de energia e resíduos da Alemanha.

Com o desenvolvimento dos projetos, previsto para ocorrer nos próximos três anos, cerca de 3.500 empregos devem ser gerados. “Esse investimento é extremamente virtuoso para o nosso Estado. Quando se faz esse tipo de contratação, existe uma regra de que pelo menos 60% do volume de empregos gerados sejam ocupados por piauienses. Caso não haja capacidade técnica, as empresas são obrigadas a formar”, destaca a diretora financeira.Para a Investe Piauí, o mercado de hidrogênio verde veio para ficar e será uma aposta positiva para o Estado. “Quando se fala em hidrogênio verde, estamos falando de uma produção a partir de fontes renováveis. Em energia eólica, nós já somos grandes produtores. Nossa capacidade instalada é alta e temos condições de absorver empresas no setor, que irão produzir energia limpa para subsidiar as células de hidrogênio verde. Essa é uma aposta positiva e estratégica do governo”, afirma Karita Allen.

Vale ressaltar que um dos fatores positivos do Estado é o fato de ter à disposição a água doce dos rios. O estado do Ceará, por exemplo, precisará realizar um processo de dessalinização de suas águas para que possam produzir a commodity, o que eleva os custos de produção. “Temos água subterrânea e superficial para subsidiar a eletrólise. Esse é um fator competitivo. Além disso, temos demanda interna nacional”, acrescenta.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

B3
Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen
Carnaval de Olinda | Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }