Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
22 de fevereiro de 2024 20:43

Bitcoin a US$ 100 mil em 2022? O fator que pode valorizar ativo

Bitcoin a US$ 100 mil em 2022? O fator que pode valorizar ativo

A expansão de produtos financeiros convencionais com oferta de criptomoedas se consolidou
O ativo atingiu o máximo histórico de US$ 68.530 em 9 de novembro de 2021 Foto: Envato Elements

 

Por Redação

Para Estadão Conteúdo

Se algum desavisado entrou no mundo dos criptoativos sem saber que a volatilidade é uma de suas principais características, 2021 tratou de resolver isso.

Se fosse um carrinho de montanha russa, o preço da moeda digital teria começado o passeio com uma alegre subida de janeiro a abril. A corretora Coinbase foi listada na Bolsa de Nova York, um marco para a indústria que levou o bitcoin à sua máxima até ali, US$ 64.854.

O que veio a seguir não foi só um movimento de realização, mas um longo inverno. As críticas ao consumo de energia para a geração de bitcoin dominaram o cenário. Elon Musk, CEO da Tesla que foi um dos protagonistas da escalada dos preços, ajudou também na forte queda ao suspender o recebimento da criptomoeda como pagamento para os carros elétricos que produz.

“Estamos preocupados com o uso crescente de combustíveis fósseis para mineração e transações com bitcoins, especialmente carvão, que tem as piores emissões que qualquer combustível”, declarou Musk pelo Twitter. Pouco mais de dois meses depois de atingir o maior valor histórico, o ativo bateu em US$ 28.805, um recuo de mais de 55%.

Medidas regulatórias também passaram a pressionar os preços na mesma época, estendendo o ‘longo inverno’ do bitcoin. O segundo semestre foi de recuperação mais sustentada ao longo do tempo, com uma correção em setembro antes da disparada que levou o ativo ao seu máximo histórico de US$ 68.530 em 9 de novembro.

­

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

B3
Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen
Carnaval de Olinda | Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }