Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
23 de fevereiro de 2024 19:51

Dólar fecha abaixo de R$ 5,20 com recado do presidente do BC americano

Dólar fecha abaixo de R$ 5,20 com recado do presidente do BC americano

Presidente do Fed, Jerome Powell disse que não tem pressa para elevar os juros, o que beneficia mercados emergentes

Por Vitor da Costa, Stephanie Tondo e agências internacionais
Para O Globo

O dólar comercial encerrou esta sexta-feira em queda de 1,16%, cotado a R$ 5,1955, após o aguardado discurso do presidente do Federal Reserve, o banco central americano, Jerome Powell, no simpósio de Jackson Hole.

Em sua fala, que animou os mercados globais, Powell reforçou a mensagem de que seria apropriado começar a reduzir as compras de títulos pelo Fed até o final do ano, o chamado “tapering”, mas sem precisar uma data. Além disso, reforçou que não tem pressa em aumentar os juros no país.

Crise hídrica: Bandeira vermelha da conta de luz terá alta de até 58%

Com isso, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, encerrou o pregão em alta de 1,65%, aos 120.677 pontos. O resultado positivo foi influenciado também por altas significativas nas ações da Vale e da Petrobras, após a valorização do minério de ferro e do barril de petróleo no exterior.

A economia americana, segundo Powell, passou pelo teste de “progresso substancial adicional” em direção ao objetivo de inflação do Fed, que seria uma pré-condição para reduzir as compras de títulos.

Ele também afirmou que o mercado de trabalho teve um “progresso claro” e reforçou o caráter transitório da inflação. Segundo o presidente do Fed, a expectativa da inflação permanece estável, em torno da meta de 2%.

IR: Lira afirma que mudança só será votada quando cada deputado puder expressar ‘o que realmente defende’

— Eu era da opinião, como a maioria dos participantes, que se a economia evoluísse amplamente conforme o previsto, poderia ser apropriado começar a reduzir o ritmo de compras de ativos neste ano — disse Powell, referindo-se à época da reunião de política monetária no final de julho, que decidiu pela manutenção dos estímulos.

No entanto, o presidente do Fed destacou que não há pressa em iniciar o aumento das taxas de juros, próximas a zero, após o início do “tapering”.

— O momento e o ritmo da próxima redução nas compras de ativos não terão a intenção de transmitir um sinal direto sobre o momento do aumento da taxa de juros, para o qual articulamos um teste diferente e substancialmente mais rigoroso — afirmou Powell.

 

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Reprodução
B3 | Reprodução
Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }