Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
21 de julho de 2024 09:47

Empresas de turismo do Piauí contrataram R$ 13 milhões do Banco do Nordeste em 2022

Empresas de turismo do Piauí contrataram R$ 13 milhões do Banco do Nordeste em 2022

Com maior quantidade de turistas visitando o estado após a pandemia, empresas do setor passaram a buscar mais recursos
Terraço Bar, de Parnaíba, aposta no turismo para crescer (Foto: Divulgação)

Por Robert Pedrosa – Colaborou Emelly Caroline
Para Piauí Negócios

Com o fim do isolamento social ocasionad pela pandemia da covid-19, o turismo voltou a apresentar expansão em todo o Brasil e, principalmente, no Nordeste. No Piauí, empresas voltadas ao ramo turístico contrataram, em 2022, aproximadamente R$ 13,57 milhões em empréstimos do Banco do Nordeste a fim de criar e/ou expandir negócios voltados ao turismo.

De acordo com o Superintendente do Banco do Nordeste (BNB) no Piauí, Diogo Martins, em 2022, o número de turistas no Piauí teve um aumento de 15% se comparado a 2021. Com isso, cresce a necessidade de empresários investirem cada vez mais em atividades turísticas. “Houve crescimento na quantidade de pessoas que visitaram o estado entre 2021 e 2022, em torno de 466 mil. Dessa forma nós buscamos apoiar esse setor que gera muita renda”, destaca.

Um dos empreendimentos que nasceu e se desenvolveu através do aporte do BNB foi o Terraço Bar e Happy Hour, que fica localizado em Parnaíba. “Nós pegamos o empréstimo em 2022 no intuito de fazer um espaço diferenciado na cidade. A construção foi do zero, fizemos um investimento e tivemos a visita do banco, assim como tivemos várias reuniões para desenvolver nosso plano de negócio e mostrar como seria o espaço e o faturamento. A ideia era fazer um trabalho bacana e trazer um diferencial ao litoral do Estado”, explica Thiago Soares, gerente administrativo da empresa.

Terraço Bar e Happy Hour, de Parnaíba, nasceu em 2022 por meio de empréstimo do BNB (Foto: Reprodução/Instagram)

O Banco do Nordeste atende empresas de turismo em todo o estado. Em Parnaíba, por exemplo, o BNB desenvolveu um Plano de Ação Territorial, onde uma agência de desenvolvimento está realizando estruturações no que diz respeito ao turismo no litoral. A agência reúne todos os responsáveis pelo turismo na região, como a prefeitura, secretaria de turismo, bem como associações de bares e restaurantes.

Diogo Martins explica que existem diversas formas de apoiar estes negócios. É possível disponibilizar crédito para reformas, treinamentos, aquisições, construções e expansões. O FNE Proatur, por exemplo, é um programa de apoio ao turismo regional que tem como objetivo fortalecer o empreendedorismo e contribuir para a geração de renda e desenvolvimento das potencialidades turísticas da região.

“As empresas que já estão em atividade podem realizar o cadastro no Banco e, com isso, nós financiamos a ampliação. O cadastro pode ser feito por meio da internet. Caso a empresa ainda irá ser aberta, podemos desenvolver um plano de negócio e fazer uma implantação do zero”, aponta Diogo Martins.

Diogo Martins, superindentende do Banco do Nordeste no Piauí (Foto: Divulgação)

Cenário nacional

Um Informe Macroeconômico divulgado pelo BNB deu conta de que o turismo do Nordeste apresentou uma grande expansão em 2022: todos os estados da área de atuação do Banco registraram aumento expressivo na quantidade de atividades turísticas durante o ano passado.

Em todo o Brasil, o turismo quase 30% se comparado a 2021. Esses resultados demonstram uma consolidação da retomada do fluxo turístico após a flexibilização das medidas restritivas contra a Covid-19.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

ademi-bahia
Sebrae Alagoas promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas | Foto: Reprodução
sede-santander-1
Bilionarios-Nordestinos
polo RN
hospital
Corrente de comércio exterior nordestina atingiu US$ 24,97 bilhões no primeiro semestre de 2024 | Foto: Reprodução
bnb_infra
Ciclo do ouro impulsiona mineração sustentável e geração de empregos | Foto: Reprodução
Maceió, capital de Alagoas - Foto: Legacy600

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }