Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
24 de maio de 2024 18:14

Empresas do Ceará se unem para realizar doações ao Rio Grande do Sul

Empresas do Ceará se unem para realizar doações ao Rio Grande do Sul

Nestes primeiros dias de mobilização já foram enviadas duas toneladas de xampu e sabonetes, 29 toneladas de massas, biscoitos e farinhas e ainda dezenas de milhares de medicamentos para atendimento das pessoas afetadas
Rede Santa Branca de Farmácias está enviando milhares de medicamentos que somados custariam mais de 360 mil reais para desabrigados do RSFoto: Divulgação/Santa Branca
Rede Santa Branca de Farmácias está enviando milhares de medicamentos que somados custariam mais de 360 mil reais para desabrigados do RS
Foto: Divulgação/Santa Branca

A catástrofe humanitária que está ocorrendo no Rio Grande do Sul mobilizou a população brasileira para auxiliar aqueles que perderam tudo nas enchentes.

Participando desse movimento do bem, empresas cearenses dos setores de alimentação, medicamentos e produtos de higiene e limpeza estão enviando seus produtos para assistir às vítimas.

Ao todo, nestes primeiros dias de mobilização já foram enviadas duas toneladas de xampu e sabonetes, 29 toneladas de massas, biscoitos e farinhas e ainda milhares de medicamentos para atendimento das pessoas afetadas, que estão em abrigos.

Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Estado do Ceará (Sincofarma) e presidente da rede de farmácias Santa Branca, Maurício Filizola, a entidade está fazendo um movimento de conscientização e sensibilização não só com os seus afiliados como também com os empresários que pertencem ao Sindicato do Comércio Atacadista de Medicamentos, Perfumaria, Higiene Pessoal e Correlatos do Estado do Ceará (Sincamece), para que a ajuda humanitária do Ceará possa ser ainda maior.

REDE DE FARMÁCIAS SANTA  BRANCA FAZ DOAÇÕES DE R$362 MIL EM MEDICAMENTOS

Ele explica que nesta quarta-feira (8), para dar exemplo e incentivar, a sua empresa fez a primeira remessa de milhares de medicamentos que fazem parte de listas de pedidos daquela região. São remédios para adultos e crianças que auxiliam no combate da febre, dores, doenças respiratórias, entre outras. A doação tem o valor aproximado de R$ 360 mil.

“Vivemos em um país que precisa estar unido e precisa cada um fazer a sua parte. Estamos aqui desenvolvendo essa ação juntamente com outros irmãos que estão no Ceará fazendo a parte logística também. Não podemos ficar de fora e esse é o primeiro passo também para estimularmos outras empresas a doarem”, disse o empresário, lembrando que todo esse movimento “é para o bem”.

LISTA DE MEDICAMENTOS DOADOS PELA REDE SANTA BRANCA:

  • Loratadina: 2278 frascos
  • Buscopam: 936 ampolas
  • Amoxicilina + Clavulanato suspensão: 1.620 frascos
  • Alivium gotas: 329
  • Predsim solução: 188
  • Ibuflex 400mg: 80
  • Volig 4mg: 301
  • Mupirocina 15g: 103
  • Prednisolona solução: 1.088 frascos
  • Ciproflixacino bolsa: 120
  • Azitromicina 500mg c/150: 24
  • Azitromicina 600mg suspensão: 122
  • Dipirona solução 100ml: 583 frascos
  • Fluconazol bolsa: 58
  • Cloperastina xarope: 116 frascos

Valor total da doação: R$ 362.688,00

XAMPUS E SABONETES PARA A SERRA GAÚCHA

Após o contato de uma ex-colaboradora, que vive atualmente na cidade de Igrejinha, uma das mais atingidas na Serra Gaúcha, o grupo Alyne, fabricante de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene, se sensibilizou e de forma corporativa doou 2 toneladas de xampu e sabonetes. Além disso, enviou mil frascos de plástico para um possível fracionamento de produtos em algumas situações, podendo assim, atender ainda mais pessoas.

Desta vez, a empresa não envolveu uma campanha ativa com os colaboradores, mas não descarta essa possibilidade. Em nota enviada à reportagem do Diário do Nordeste, o Grupo Alyne afirma que também observou uma movimentação genuína dos colaboradores, que unidos arrecadaram roupas, lençóis, roupa de cama e banho, entre outros itens, também para doar às vítimas da enchente.

“Não estimulamos diretamente os colaboradores a realizarem as doações, mas sabemos que a nossa atitude solidária contribuiu para que se formasse uma grande corrente do bem, aqui no Grupo Alyne Cosméticos. Somos uma empresa genuinamente cearense, que se solidariza com as vítimas da enchente do RS, e com a situação como um todo”, diz Kelly Magalhães, coordenadora de marketing do grupo.

Também foi destacado na nota o impacto positivo dos produtos de higiene pessoal para minimizar o sofrimento das vítimas.

“Colaborar com essa corrente do bem, a favor das vítimas do Rio Grande do Sul, nos fortalece como empresa e como pessoas. Fortalecemos os laços comunitários e promovemos uma cultura de apoio mútuo. Ação como esta é apenas um lembrete de que em momentos de adversidade, podemos nos unir e fazer a diferença na vida uns dos outros”, disse Raul Gurgel, diretor de Operações do Grupo Alyne Cosméticos.

A empresa ainda reitera que continua acompanhando a situação e que caso haja necessidade de mais doações, “com certeza estaremos disponíveis para ajudar”.

ESTÍMULO PARA TODOS PARTICIPAREM

Desde o último sábado (4) até a quarta-feira (8), o grupo cearense M. Dias Branco já arrecadou 29 toneladas de massas, biscoitos e farinhas. Por meio de uma campanha de arrecadação coletiva, todos os colaboradores foram incentivados a contribuir com qualquer quantia, e a cada R$ 1 mil arrecadados, a empresa fará uma doação adicional de R$ 1 mil.

Vale destacar que a companhia afirma estar mapeando colaboradores que tiveram suas moradias afetadas para apoio financeiro, cesta de alimentos e atendimento psicológico. Outro ponto de ação é o adiantamento do 13º salário para os colaboradores de Bento Gonçalves. Ao todo, a empresa cearense tem mil colaboradores no Rio Grande do Sul.

Em nota, a M.Dias Branco ressalta que “está focada em garantir a segurança dos colaboradores e em apoiar suas famílias, neste primeiro momento. Contudo, segue monitorando o cenário dos acontecimentos para melhor direcionar os esforços futuros”.

Na planta industrial de Bento Gonçalves, já foram doadas 8 toneladas de alimentos direcionados para três instituições beneficentes locais: Mesa Brasil, Ação Social São Roque e Lar da Caridade, que já são parceiras e recebem doações regulares da M. Dias Branco. Na sequência, os produtos seguiram para a população da cidade.

DIFICULDADE NA LOGÍSTICA

Outras 21 toneladas se encontram no centro de distribuição da empresa, na cidade de Nova Santa Rita, região metropolitana de Porto Alegre, e, assim que as vias de acesso estiverem livres, os produtos serão entregues a entidades parceiras como Cufa (Central Única das Favelas) e Mesa Brasil “que distribuirão, neste caso, de uma forma geral para a população do estado do RS”.

A empresa tem uma planta industrial e um moinho em Bento Gonçalves, cuja marca principal é Isabela. O local não foi afetado pelas enchentes, porém as condições de acesso rodoviário são críticas, desta forma, a unidade está atuando de forma parcial.

Sobre o abastecimento nacional, a companhia ainda reforça não haver quebra de produção, pois, ao todo, são 17 plantas industriais e há flexibilidade para, eventualmente, remanejar a produção.

SETOR DE CONFECÇÕES TAMBÉM SE MOBILIZA

Procurado pela reportagem, o presidente do Sindicato das Indústrias de Confecções de Roupas e Chapéus de Senhoras no Estado do Ceará (SindConfecções), Daniel Gomes, afirma que o setor está se organizando com doações de confeccionistas e, inclusive, já teriam transporte para sair com carregamento ainda esta semana. Porém, não deu mais detalhes.

PANIFICADORAS SE UNEM

A Diretoria do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Ceará (Sindpan)  também está se mobilizando para ajudar o Rio Grande do Sul.

Alex Martins, presidente da entidade, explica que Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip) está arrecadando doações que serão encaminhadas para o Sindpan do Rio Grande do Sul e, posteriormente, às panificadoras da região.

“Estamos fazendo uma grande campanha nacional, porque muitos amigos panificadores estão com as padarias debaixo d’água, perderam tudo. Recebemos áudios e imagens, e vimos que a situação é terrível. Inicialmente, estamos dando ajuda financeira, porque acreditamos que, nesse momento, vai ser mais fácil chegar às panificadoras”, afirma.

GOVERNO DO CEARÁ LANÇA CAMPANHA

O Governo do Ceará também está enviando 66 toneladas de alimentos, 10 mil litros de água potável, equipe e o helicóptero da Ciopaer/SSPDS para resgate das vítimas, além de equipe dos Bombeiros com 12 profissionais, dois cães, barcos e viaturas.

A campanha reforça que os produtos prioritários para doação são:

  • Alimentos não perecíveis e enlatados
  • Água potável
  • Kits de higiene pessoal
  • Kit cama, mesa e banho

Os locais para doação em Fortaleza são:

  • Batalhão do Corpo de Bombeiros: Rua Oto de Alencar, 215. Jacarecanga
  • Centro Integrado de Segurança Pública (CISP): Avenida Aguanambi, 2600

Além de Fortaleza, quartéis do Corpo de Bombeiros também são pontos de doação nos seguintes municípios:

  • Maracanaú
  • Horizonte
  • Caucaia
  • São Gonçalo do Amarante
  • Aracati
  • Sobral
  • Canindé
  • Itapipoca
  • Ipueiras
  • Iguatu
  • Crateús
  • Tauá
  • Juazeiro do Norte
  • Crato
  • Quixadá
  • Quixeramobim
  • Limoeiro do Norte
  • Baturité
Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Imagem do WhatsApp de 2024-05-24 à(s) 10.44
Galvanifertilizantespng
pina - recife
tijolos-ecologicos-
(Foto: Romain Dancre/Unsplash)
img13-1
Praia de Carneiros | Reprodução
WhatsApp Image 2024-05-17 at 14.23
Imagem aérea de bairro de Marechal Deodoro | Foto: Ricardo Ledo
i

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }