Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
20 de junho de 2024 01:42

Estudo do Santander projeta crescimento de 3,4% no PIB da Paraíba em 2022

Estudo do Santander projeta crescimento de 3,4% no PIB da Paraíba em 2022

Expansão está acima do previsto para a média do PIB nacional (2,6%) e da região Nordeste (1,7%) no período

Por Matheus Melo

Para F5 – João Pessoa

Um estudo especial do Departamento Econômico do banco Santander sobre economia regional estimam que a economia da Paraíba deve crescer 3,4% em 2022, expansão acima do previsto para a média do PIB nacional (2,6%) e da região Nordeste (1,7%) no período.

Gabriel Couto, autor do estudo e economista do Santander afirma que os setores de serviços e indústria devem fechar 2022 em terreno positivo no estado. No primeiro segmento, a previsão é de alta de 3,5%, acima da média do país, 3,3%, e do Nordeste, 2%.

“O setor de serviços representa 81% do PIB paraibano – o maior percentual entre todos os estados nordestinos, que têm como média 75% de participação desse segmento na economia”, observa Couto. “A relevância do setor de serviços na região ajudou no desempenho econômico de 2021 e deve contribuir positivamente em 2022, seguindo o processo de reabertura da economia”.

Para o PIB da indústria paraibana, o Santander projeta elevação de 4,1% 3m 2022- o setor deve mostrar contração de 0,3% na média do Nordeste, e avançar 0,9% dentro do PIB brasileiro.

 

 

“O desempenho da indústria da Paraíba deve ser o melhor do Nordeste em 2022, ao lado Piauí, e o terceiro maior do país. A indústria representa 15,4% da economia paraibana”, diz Couto.

Já o PIB da agropecuária deve registrar recuo de 1,4% esse ano no estado, seguindo a tendência prevista nacionalmente, de queda de 0,3%. Para o Nordeste, o Santander prevê alta de 1,7% no setor.

“Como o PIB agro corresponde a somente 3,6% da economia paraibana, essa retração é compensada pela alta dos serviços e da indústria”, diz Couto. A média do peso da agropecuária na região Nordeste é de 6,5%, aponta o estudo.

Realizado anualmente, o levantamento apresenta projeções do banco por estados e regiões do país para o horizonte 2020-2023. Os últimos dados oficiais do IBGE para as economias estaduais foram publicados em 2019.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

braskem
Aldemir Freire, Diretor de Planejamento do BNB | Reprodução Linkedin
summit-mobilidade
investalagoas1
Cerimônia marcou a grande noite dos vencedores do XII Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora (PSPE). Foto: Erivelton Viana.
Uma tela de computador exibindo um mapa do Brasil, um cacto representando o Nordeste e uma seta com indicadores econômicos em crescimento
Karine_Oliveira_Shark_Tank_Brasil_sony_da4a4753b7
Julio-VasconcelosJVC05434-Aprimorado-NR-scaled_p7420_cover_image_resized
Imagem gerada por inteligência artificial: (várias lojas populares, vendendo milho cozido, com bandeirinhas coloridas penduradas em cordões nas ruas, vários compradores e um grupo com uma pessoa tocando sanfona)
engie-696x428

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }