Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
24 de maio de 2024 23:29

Exclusivo: estados do Nordeste registram saldo positivo na balança comercial no primeiro trimestre

Exclusivo: estados do Nordeste registram saldo positivo na balança comercial no primeiro trimestre

Bahia e Maranhão lideram em exportações. Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe também apresentam resultados positivos
Bahia, segundo maior produtor de algodão do Brasil, registra crescimento da Agropecuária | Foto: Governo da Bahia

Em relatório publicado pela Etene, do Banco do Nordeste, nesta segunda-feira(6), diversos estados do Nordeste apresentaram saldo positivo na balança comercial no primeiro trimestre de 2024. Entre eles, destacam-se Bahia e Maranhão, que lideraram as exportações com resultados expressivos.

Na Bahia, as exportações alcançaram US$2.554,1 milhões, apesar de uma queda de 0,3%. Todos os setores econômicos registraram quedas nas vendas externas, com exceção da Agropecuária e da Indústria Extrativa, que registraram crescimento, com destaque para as vendas de soja, algodão em bruto e minérios de cobre e seus concentrados. As importações também apresentaram uma redução de 14,4%.

No Maranhão, as exportações atingiram US$1.041,6 milhões, gerando um saldo positivo de US$278,1 milhões. Apesar de uma queda de 8,4% em relação ao mesmo período de 2022, as vendas de produtos da Indústria de Transformação e Indústria Extrativa cresceram, especialmente nos setores de Celulose (aumento de 36,3%) e Minério de ferro e seus concentrados (crescimento de 10,2%). No entanto, a agropecuária registrou uma queda significativa de 43,9%, devido principalmente à redução nas vendas de soja e milho não moído.

No Piauí, as exportações totalizaram US$139,6 milhões, resultando em um saldo positivo de US$88,6 milhões, apesar de uma queda de 46,6% em relação ao mesmo período comparativo. O estado também presenciou uma diminuição nas importações, contribuindo para o saldo positivo.

O Rio Grande do Norte registrou exportações no valor de US$171,5 milhões, com um aumento de 19,8%. Destacam-se as vendas da Indústria de Transformação, especialmente de produtos como óleos combustíveis de petróleo e açúcares e melaços. Por outro lado, as importações cresceram 70,8%, principalmente devido ao aumento nas aquisições de combustíveis e lubrificantes.

Em Alagoas, as exportações atingiram US$298,5 milhões, com um aumento de 0,5%. Enquanto a Indústria de Transformação cresceu 3,3%, a Agropecuária e a Indústria Extrativa registraram queda nas vendas. As importações também aumentaram, totalizando US$205,8 milhões.

Sergipe exportou US$71,4 milhões, apresentando um crescimento de 5,3%, impulsionado principalmente pelas vendas de óleos brutos de petróleo e sucos de frutas (laranja). As importações aumentaram em 19,3%, refletindo um incremento nas aquisições de diversos setores.

Apesar dos desafios enfrentados por estes estados em determinados setores, o saldo positivo na balança comercial reflete perspectivas otimistas para o desenvolvimento econômico da região nordeste, evidenciando a diversificação das exportações e a busca por novos mercados.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Imagem do WhatsApp de 2024-05-24 à(s) 10.44
Galvanifertilizantespng
pina - recife
tijolos-ecologicos-
(Foto: Romain Dancre/Unsplash)
img13-1
Praia de Carneiros | Reprodução
WhatsApp Image 2024-05-17 at 14.23
Imagem aérea de bairro de Marechal Deodoro | Foto: Ricardo Ledo
i

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }