Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
29 de fevereiro de 2024 12:06

Exclusivo: O impacto positivo do turismo estrangeiro no Nordeste

Exclusivo: O impacto positivo do turismo estrangeiro no Nordeste

No acumulado de 2023, os gastos de turistas estrangeiros no Brasil já somam R$ 27,8 bilhões, superando os R$ 24,4 bilhões de 2019, período pré-pandemia

Os turistas estrangeiros injetaram R$ 3,19 bilhões na economia nacional em outubro, um aumento de 57,2% em relação ao mesmo mês de 2022. O valor é o maior registrado para o mês nos últimos 10 anos, segundo dados do Banco Central (Bacen).

Praias urbanas de Maceió | Reprodução
Praias urbanas de Maceió | Reprodução

A alta foi puxada pela retomada da demanda internacional, que vem crescendo desde o início do ano. No acumulado de 2023, os gastos de turistas estrangeiros no Brasil já somam R$ 27,8 bilhões, superando os R$ 24,4 bilhões de 2019, período pré-pandemia.

Na opinião do economista Renan Laurentino, o Brasil é digno de qualquer roteiro de viagem, principalmente pela cultura, pela culinária, pelas belezas naturais, litoral e, nisso, o Nordeste se destaca.

TURISMO NO NORDESTE

“Na questão de infraestrutura, podemos considerar o Nordeste como um grande destino turístico do Brasil. Nossas praias são as mais belas do mundo e de muita riqueza natural. Podemos explorar também as questões culturais. Na culinária, por exemplo, também a História como a de União dos Palmares com Serra da Barriga, os lençóis maranhenses, a Chapada Diamantina na Bahia e tantos outros destinos naturais e culturais”, disse o economista ao Investindo por aí. 

Laurentino reforça que, sem sombra de dúvidas, a chegada de mais turistas estrangeiros garante maior movimentação na economia da Região. 

“Sem sombra de dúvidas, a chegada de pessoas de outros continentes é uma vantagem financeira, além de abrir novos postos de trabalho para a população local. Traz vantagens para os taxistas, garçons, vendedores ambulantes, artesãos e todos que de alguma forma, conseguem aumentar a renda quando a cidade está repleta de turistas”, opina o economista. 

Renan Laurentino destaca ainda a receptividade do povo nordestino, que deixa marcas positivas em quem visita seus estados. 

“A simpatia é uma marca do povo do Nordeste, independente do idioma, todos são tratados com alegria e respeito. Além disso, o Nordeste tem crescido muito com unidades habitacionais, resorts, bons hotéis, hotéis de grupos internacionais, isso é muito bom para atrair o turista estrangeiro”, continuou. 

Renan Laurentino destacou ainda a importância de voos diretos, diminuindo os trechos percorridos pelos estrangeiros para chegar até seu destino no Nordeste do Brasil. 

“Além dos voos diretos e os novos aeroportos que estão sendo construídos e planejados para a região, as duplicações das rodovias também facilitam o trânsito entre os estados do Nordeste, podendo o turista visitar várias cidades da região”, opinou Laurentino.

AVANÇOS EM ALAGOAS

Para a secretária de Turismo de Alagoas, Bárbara Braga, essas conquistas representam um avanço significativo para o fortalecimento do turismo internacional no estado, já que com os voos diretos para Portugal e Argentina, Alagoas se torna ainda mais acessível para turistas estrangeiros, ampliando as oportunidades de intercâmbio cultural, de negócios e lazer, além do fluxo de turistas no Aeroporto Zumbi dos Palmares que apresentou um crescimento de 369% de janeiro a junho deste ano.

“A ampliação da frequência dos voos para Portugal e a retomada do voo para a Argentina são resultados de um trabalho constante em busca do crescimento do turismo em Alagoas. Em especial com a TAP, as negociações que levaram a conquista do voo inicial e o aumento do número de operações sempre foram lideradas pelo governo, ainda na gestão Renan Filho, e foram expandidas na atual gestão do governador Paulo Dantas e são fruto de uma relação comercial consolidada, de um plano de comunicação e marketing elaborado sempre em parceria com a companhia, promovendo o estado nos principais países da Europa”, destaca a secretária.

MAIS ARGENTINOS EM PERNAMBUCO

O secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Daniel Coelho, destacou que o número de turistas estrangeiros tem sido crescente no estado. 

Cachoeira na cidade de Bonito, em Pernambuco | Reprodução
Cachoeira na cidade de Bonito, em Pernambuco | Reprodução

“O Governo de Pernambuco tem realizado atividades importantes para atrair cada vez mais turistas estrangeiros. Os argentinos são os que mais visitam o estado, seguido dos uruguaios e portugueses. E o foco tem sido dado a esses três países, que elevaram o número de ocupação hoteleira ao longo de 2023”, explica o titular da pasta. 

Coelho destaca ainda a presença de turistas de outros países da América do Sul, assim como dos Estados Unidos e Europa. 

“Ficamos felizes com esse aumento de visitantes estrangeiros em Pernambuco, porque fortalece a economia local, gera emprego e o Nordeste brasileiro tem se consolidado como o principal destino turístico para os turistas de outros países que visitam o Brasil”, concluiu.

NÚMEROS DO TURISMO NO BRASIL

O ministro do Turismo, Celso Sabino, atribui o resultado positivo às ações do governo federal para impulsionar o setor. “Estamos trabalhando para atrair cada vez mais turistas estrangeiros para o nosso país, com ações que visam a melhoria da infraestrutura, segurança, qualificação, promoção e desburocratização para ampliar o turismo internacional”, disse.

O mês de outubro foi o segundo melhor desempenho em receitas para o turismo internacional no Brasil em 2023, ficando atrás apenas de agosto, quando os turistas estrangeiros deixaram no país cerca de R$ 3,22 bilhões.

Em 2023, mais de 4,7 milhões de estrangeiros já visitaram o Brasil. Os argentinos foram os que mais viajaram pelo país, com um total de 1,6 milhão de turistas, seguidos pelos americanos, que totalizaram 530 mil desembarques por aqui.

MAIS TURISMO, MAIS EMPREGO

O setor de turismo é um importante dinamizador da economia brasileira. Ele representa cerca de 8% do PIB e gera mais de 10 milhões de empregos.

Com o setor movimentado, a geração de emprego formal cresce. Em outubro, o turismo brasileiro foi o responsável pela criação de 20,7 mil postos de trabalho com carteira assinada, de acordo com os dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

agencia do bnb no bairro passaré - fortaleza - ceara
conectarecife
OIP
The landscape of Caatinga in Brazil
2021-04-23-general-salgado-5-1
Reprodução
Reprodução
Reprodução
B3 | Reprodução
Maceió

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }