Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
22 de fevereiro de 2024 15:13

Exportações de Alagoas crescem mais de 60% em 2023

Exportações de Alagoas crescem mais de 60% em 2023

Estado nordestino alcançou superávit de US$ 229,9 milhões na sua balança comercial

As exportações do estado de Alagoas seguiram a tendência do mercado brasileiro, apresentando um aumento de 60,3% em 2023, em comparação com o ano anterior. No período, o estado exportou US$ 943,3 milhões e importou US$ 713,3 milhões, marcando uma queda de 11% nas importações em relação a 2022. O resultado foi um superávit expressivo na balança comercial, atingindo US$ 229,9 milhões e representando um crescimento de 212,5%.

Porto de Maceió | Reprodução

Esses dados foram divulgados no relatório mensal elaborado pela Área Internacional da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), com base em informações do Observatório da Indústria de Alagoas e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) – Comex Stat. Em 2023, os principais parceiros comerciais de Alagoas foram os Estados Unidos, China e Canadá, nessa ordem.

Exportações de alagoas

No âmbito nacional, o Brasil alcançou um recorde no comércio exterior em 2023, com exportações totalizando US$ 339,7 bilhões e importações chegando a US$ 240,8 bilhões. O resultado superavitário foi de US$ 98,8 bilhões, representando um aumento de 60,6% em comparação com 2022. Notavelmente, o desempenho brasileiro superou significativamente a projeção da Organização Mundial do Comércio (OMC) para um crescimento de 0,8% nas exportações.

Importações de Alagoas

De acordo com o relatório do Centro Internacional de Negócios (CIN/AL), os principais produtos na pauta exportadora de Alagoas incluem açúcares de cana, sulfetos de minérios de cobre, ladrilhos e pisos. Além do contínuo crescimento no setor de açúcares e derivados, o estado destaca-se no segmento de Casa e Construção, exemplificado pela inovação da Pointer, fabricante de pisos, ao agregar valores regionais e práticas sustentáveis em seus produtos exportados.

As exportações do setor de Alimentos e Bebidas também merecem destaque, impulsionadas pelo aumento significativo nas vendas de sucos de frutas (crescimento de 60%) e leite de coco (crescimento de 40%) em relação a 2022. Esses produtos são provenientes de indústrias locais que reconheceram a importância da diversificação de mercados e participam ativamente das iniciativas do CIN/AL, como cursos, assessorias, consultorias e missões empresariais.

Perspectivas

A Fiea projeta a manutenção do crescimento nas exportações de Alagoas em 2024. O novo acordo de livre comércio entre Singapura e Mercosul, juntamente com a iminente concretização do acordo entre União Europeia e Mercosul, abre oportunidades de acesso a mercados externos não vistas pelo Brasil desde 2011.

Atuação do CIN

O Centro Internacional de Negócios (CIN/AL) continuará apoiando a internacionalização de negócios para que as empresas alagoanas aproveitem o cenário promissor. Iniciando as ações de 2024, o programa “Mulheres Globais: E-commerce como Estratégia de Expansão” oferecerá workshops e mentorias gratuitas, com foco no grupo de empresárias do setor de Alimentos e Bebidas. As inscrições estão abertas até 5 de fevereiro.

Além disso, o CIN/AL fomenta, promove e identifica oportunidades de negócios no mercado internacional, auxiliando as empresas alagoanas na inserção no comércio exterior. O Centro Internacional de Negócios está localizado na Casa da Indústria Napoleão Barbosa, em Maceió, e pode ser contatado pelo telefone (82) 2121-3072 ou pelo e-mail areainternacional@fiea.com.br. Também está presente nas redes sociais (@cinalagoas) e no site www.fiea.com.br.

 

*Com informações de Ascom FIEA

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

B3
Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen
Carnaval de Olinda | Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }