Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
23 de fevereiro de 2024 12:25

Ibovespa sobe e dólar opera em alta, chegando a R$ 5,47

Ibovespa sobe e dólar opera em alta, chegando a R$ 5,47

Seguem as preocupações sobre o exterior e o cenário interno

Por InvestNews

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, passou a subir nesta terça-feira (5), acompanhando o movimento nos mercados externos. O dólar sobe em relação ao real, em dia de volatilidade para a moeda norte-americana. Por volta das 14h50, o Ibovespa subia 0,64%, aos 111.101 pontos. Já o dólar subia 0,5%, negociado a R$ 5,472, após chegar a cair a R$ 5,4257 na mínima do dia. Na máxima, chegou a R$ 5,4750.

Cenário

No exterior, os problemas financeiros da incorporadora chinesa Evergrande, que poderiam contaminar a economia, têm minado o apetite por ativos arriscados, assim como o risco de calote da dívida nos Estados Unidos. Além disso, as atenções seguem voltadas à iminência do aumento dos juros nos EUA, em um movimento de redução de estímulos pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em meio a sinais de possível persistência da inflação, disse em nota Jefferson Rugik, da Correparti Corretora.

No radar dos investidores estava também a divulgação de um importante relatório de emprego nos EUA, do final desta semana (o payroll), que pode ser determinante para a decisão do Fed de começar a cortar – ou não – suas medidas de estímulo, como compras mensais de títulos e juros baixos. Essa política aumentou a busca por ativos arriscados durante a pandemia. No Brasil, continua a conhecida novela fiscal: os investidores estão receosos com a falta de recursos dentro do teto de gastos em meio aos esforços de lideranças da Câmara e governo pela prorrogação do auxílio emergencial à população.

Enquanto isso, levantando temores de possível empecilho à agenda econômica entre os participantes do mercado, a Procuradoria-Geral da República (PGR) disse que vai abrir apurações preliminares para investigar offshores ligadas ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, citadas em reportagens do caso Pandora Papers.

Destaques

As ações da PetroRio (PRIO3) estavam entre as principais valorizações do pregão, com Petrobras (PETR4) também em alta em dia positivo para as companhias do segmento. Na outra ponta, CVC (CVCB3) e as áreas registravam quedas. As ações das siderúrgicas e da mineradora Vale (VALE3) também recuavam. A Locaweb (LWSA3) caía na esteira do anúncio de compra da plataforma de influenciadores Squid.

Bolsas Mundiais

Wall Street

Os principais índices de Wall Street subiam nesta terça-feira, com as ações de crescimento se recuperando de fortes vendas, enquanto o setor cíclico, sensível à economia, avançava antes de importantes dados mensais sobre o emprego norte-americano a serem divulgados no final da semana. Às 11:32 (horário de Brasília):

  • O índice Dow Jones subia 1,3%, a 34.446 pontos
  • S&P 500 ganhava 1,02%, a 4.344 pontos
  • O índice de tecnologia Nasdaq avançava 1,1%, a 14.413 pontos

Europa

Um salto de 3,5% nos bancos e uma recuperação das empresas de tecnologia levaram índices das ações europeias a subirem mais de 1% nesta terça-feira, também ajudados por dados positivos dos Estados Unidos, que sustentavam Wall Street.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,94%, a 7.077,10 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,05%, a 15.194,49 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,52%, a 6.576,28 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,95%, a 25.956,02 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,54%, a 8.927,40 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,40%, a 5.533,67 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações japonesas caíram a uma mínima em um mês nesta terça-feira, com os papéis voltados para o crescimento pressionados com força, já que o salto nos preços do petróleo alimentou mais preocupações com a inflação e aperto monetário ao redor do globo.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,19%, a 27.822 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,28%, a 24.104 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC não teve operações.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, permaneceu fechado.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,89%, a 2.962 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,32%, a 16.460 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,70%, a 3.068 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,41%, a 7.248 pontos.

( * Com informações da Reuters)

 

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Reprodução
B3 | Reprodução
Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }