Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
21 de fevereiro de 2024 17:46

Inflação desacelera em Fortaleza, mas ainda é a 2ª maior do Nordeste

Inflação desacelera em Fortaleza, mas ainda é a 2ª maior do Nordeste

Alimentos e vestuário ainda apresentam inflação elevada
Os efeitos da concentração de renda e menor apetite dos empresários em realizar investimentos também decorrem do processo inflacionário. Foto: Helene Santos / SVM

Por Egídio Serpa
Para Diário do Nordeste

A inflação, como já sabemos e sentimos no bolso, promove implicações negativas à economia. A redução do poder de compra e a redução das margens de lucros dos empreendedores, são as consequências mais nítidas no sistema econômico.

Os efeitos da concentração de renda e menor apetite dos empresários em realizar investimentos também decorrem do processo inflacionário.

Nos últimos meses, após forte elevação de preços de bens e serviços, a inflação vem desacelerando, muito em razão da dissipação dos efeitos da pandemia, da redução dos preços dos combustíveis e da política monetária contracionista, por meio dos juros elevados.

INFLAÇÃO EM FORTALEZA É A 2ª MAIOR DO NORDESTE

Em Fortaleza, a inflação acumulada dos últimos doze meses, medida pelo IPCA, alcançou 4,03% no último mês abril, o que representa queda significativa quando comparado a abril de 2022, quando era de 11,56%.

Apesar da desaceleração do crescimento dos preços, no ranking inflacionário, entre os locais pesquisados pelo IBGE, Fortaleza figura em 2º lugar no Nordeste, perdendo apenas para Salvador, que registrou inflação de 5,18% no mesmo período.

INFLAÇÃO – IPCA – % ACUMULADO DOS ÚLTIMOS DOZE MESES – NORDESTE – ABRIL/23

  1. Salvador 5,18%
  2. Fortaleza 4,03%
  3. Aracaju 3,59%
  4. Recife 3,48%
  5. São Luiz 2,94%

Fonte: IBGE (2023)

Entre os principais motivos que colocam Fortaleza no “pódio inflacionário”, pode-se destacar o avanço dos preços dos produtos do vestuário, que foi de 14,43% (maior do Nordeste), bem como dos alimentos e bebidas, 5,93% (2ª maior do Nordeste).

 

O QUE MAIS SUBIU DE PREÇOS NOS ÚLTIMOS DOZE MESES?

Entre os 10 produtos e serviços maior inflação nos últimos 12 meses, observamos itens exatamente dos grupos de alimentação e vestuário.

INFLAÇÃO – IPCA – ITENS E GRUPOS – % ACUMULADO DOS ÚLTIMOS DOZE MESES – FORTALEZA – ABRIL/23

  1. Manga (Alimentos) 43,16%
  2. Farinha de Mandioca (Alimentos) 32,28%
  3. Milho-verde em conserva (Alimentos) 31,09%
  4. Maionese (Alimentos) 29,79%
  5. Bolsa (Vestuário) 29,39%
  6. Caldo concentrado (Alimentos) 28,51%
  7. Seguro de veículo (Transporte) 28,10%
  8. Vestido Infantil (Vestuário) 26,33%
  9. Emplacamento e Licença (Transporte) 24,95%
  10. Mochila (Vestuário) 24,20%

Fonte: IBGE (2023)

Dos 218 itens pesquisados pelo IBGE, 181 apresentaram crescimento dos preços, ou seja, cerca de 83% dos bens e serviços registraram inflação nos últimos 12 meses em Fortaleza. Os impactos da inflação são sentidos e promovem repercussões no orçamento das famílias, exigindo ajustes nos gastos e elevação do endividamento. Nas empresas, as margens de lucratividade e rentabilidade são sensibilizadas negativamente.

Para os próximos meses, segundo as expectativas de mercado, a inflação deve ainda apresentar resiliência, de forma que devemos ainda estar alerta a possíveis impactos nos preços, como por exemplo de eventos geopolíticos e climáticos.

Este texto reflete, exclusivamente, a opinião do autor.

* A inflação de Fortaleza é calculada na Região Metropolitana.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen
Carnaval de Olinda | Reprodução
Fachada do Banco do Nordeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }