Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
24 de maio de 2024 15:13

Nordeste destaca crescimento na produção de soja frente à quebra nacional da safra 2024

Nordeste destaca crescimento na produção de soja frente à quebra nacional da safra 2024

Piauí e Maranhão protagonizam cenário agrícola da região.
Brasil tem expectativa de safra recorde de soja em 2023. Foto: Reprodução.

A produção de soja no Nordeste, principal produto cultivado na região, demonstra um crescimento de +2,3%, enquanto nacionalmente o grão enfrenta uma queda de -3,3% em média em comparação com a safra anterior.

Os dados são do último Informe Macroeconômico, lançado nesta segunda-feira (06) pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Banco do Nordeste (Etene/BNB), baseados em informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Destaques positivos para Piauí e Maranhão

De acordo com as projeções, os estados do Piauí e Maranhão lideram o avanço nordestino, impulsionados por uma série de fatores. O Piauí registra um crescimento de mais de 392,9 mil toneladas na produção, enquanto o Maranhão apresenta um aumento de 157,8 mil toneladas.

A semeadura tardia, combinada com precipitações que favoreceram o desenvolvimento do cultivo, por exemplo, contribuíram para um aumento significativo na área plantada, com crescimento de mais de 15,1% no Piauí e 8,1% no Maranhão.

Esses números refletem não apenas o aumento de produtividade, mas também a abertura de novas áreas e realocações estratégicas de cultivo, especialmente em substituição ao milho em safras anteriores, além das condições climáticas e de solo favoráveis, fundamentais para esse desempenho positivo.

No entanto, a Bahia enfrenta desafios, com uma estimativa de quebra na produção de soja em -2,8%, devido à irregularidade hídrica e às altas temperaturas no estado que resultaram em perdas na fase inicial do plantio.

Panorama nacional da produção de grãos

O panorama da produção de grãos para 2024 no Brasil aponta uma queda de -5,4% em comparação com a safra anterior, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE. Regionalmente, o Centro-Oeste lidera as perdas, com uma redução de -13,0%, seguido pelo Sudeste (-8,8%) e Nordeste (-4,2%).

Segundo os números do Informe Macroeconômico do Etene/BNB, a região Nordeste deve alcançar 25,8 milhões de toneladas de grãos na safra deste ano. Cinco estados da região estão previstos para registrar aumentos na produção de grãos, com destaque para as maiores variações absolutas na Paraíba, com 100.616 toneladas a mais, Pernambuco com 97.256 toneladas e Ceará com aumento de 86.078 toneladas.

Em relação ao crescimento percentual frente à safra passada, também mostram avanços Alagoas (+45,3%) e Rio Grande do Norte (+16,6%).

Grandes produtores de grãos no Nordeste

No contexto dos grandes produtores de grãos do Nordeste, a Bahia lidera, contribuindo com 43,9% da produção regional, seguida novamente pela dupla Maranhão (25,2%) e Piauí (22,8%). Esses três estados juntos representam cerca de 91,8% do total da produção regional de grãos na safra de 2024.

Além da soja, feijão, algodão e amendoim também estão entre os principais cultivos de grãos na região, apresentando incrementos significativos. Outros produtos agrícolas do Nordeste que também registram crescimento são a castanha-de-caju, café, fumo, cacau, banana e batata-inglesa.

Confira o Informe Macroeconômico na íntegra.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Imagem do WhatsApp de 2024-05-24 à(s) 10.44
Galvanifertilizantespng
pina - recife
tijolos-ecologicos-
(Foto: Romain Dancre/Unsplash)
img13-1
Praia de Carneiros | Reprodução
WhatsApp Image 2024-05-17 at 14.23
Imagem aérea de bairro de Marechal Deodoro | Foto: Ricardo Ledo
i

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }