Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
1 de março de 2024 22:59

Economia do Nordeste deve superar média nacional em 2023, aponta consultoria

Economia do Nordeste deve superar média nacional em 2023, aponta consultoria

Estudo da Tendências Consultoria aponta perspectivas econômicas para diferentes regiões do país

A economia nordestina deve crescer 2,4% em 2023, superando a média nacional, que é de 1,9%, de acordo com um estudo recente realizado pela Tendências Consultoria. Os resultados da pesquisa apontam para um cenário otimista no Nordeste, com perspectivas de crescimento contínuo nos anos seguintes.

Foto: Shutterstock

Segundo a consultoria, tanto o Nordeste quanto a região Centro-Oeste, com variação positiva de 2,3%, devem manter o crescimento dos seus PIBs acima da média nacional, impulsionados principalmente pelos setores de agropecuária e indústria. Um destaque notável é a retomada da produção de alumínio no Maranhão, que estava parada desde 2015. Além disso, o turismo também está contribuindo significativamente para o crescimento econômico do Nordeste.

Lucas Assis, economista da Tendências, destacou que o Centro-Oeste continua a se beneficiar da produção de commodities como soja, cana, biocombustíveis e carnes.

Desempenho das outras regiões

De acordo com as estimativas da consultoria, a região Sul terá o terceiro maior crescimento econômico em 2023, com um aumento de 2,2%. Além da recuperação na produção de grãos, a produção avícola na região também se destaca.

O Norte do país deve apresentar um crescimento de 2,1%, impulsionado pelo aumento no abate de bovinos. No entanto, o desempenho ligeiramente acima da média nacional é explicado pelos resultados mais fracos da indústria extrativa no Pará.

Já o Sudeste é a única região que deve registrar um crescimento econômico inferior à média nacional, com um aumento projetado de 1,7%. Isso ocorre devido à alta industrialização da região, que deve enfrentar desafios relacionados à demanda interna por bens industriais.

Economia do Nordeste tem boa perspectiva para o longo prazo

A Tendências Consultoria também fornece perspectivas de crescimento a longo prazo, destacando o Nordeste como a região com o crescimento médio mais forte do PIB regional, estimado em 2,7% entre 2024 e 2032. O Centro-Oeste e o Norte também são previstos para crescerem a uma taxa saudável de 2,5% cada, em comparação com a média nacional de 2%.

No Nordeste, espera-se um aumento nos negócios relacionados ao gás natural, petróleo, energia eólica, bem como investimentos em infraestrutura, incluindo concessões de aeroportos e a evolução da ferrovia de integração Oeste-Leste.

O turismo, que também gera empregos locais, deve ser um dos principais impulsionadores da economia nordestina nos próximos anos, especialmente devido à desvalorização do real em relação ao dólar. Além disso, as transferências governamentais devem manter um patamar elevado, garantindo o consumo de bens e serviços pelas famílias.

Desafios para o Centro-Oeste

Apesar das projeções otimistas para o Centro-Oeste, alguns fatores podem limitar o crescimento do PIB regional, como a ligeira desvalorização do real, que pode aumentar os custos de produção, e o impacto da inflação na renda das famílias.

Desempenho do Sudeste e Sul

Em contrapartida, as regiões Sudeste e Sul devem crescer relativamente abaixo da média nacional até 2032, com aumentos projetados de 1,8% e 1,6%, respectivamente. O desempenho de indústrias consideradas “pouco dinâmicas” exerce influência nesse cenário, embora o setor automotivo ainda tenha espaço para avançar.

Participação no PIB nacional

Apesar dos avanços individuais de cada região, o Sudeste continua a deter a maior participação no PIB nacional, com 51,9% do total, seguido pelo Sul (17,2%), Nordeste (14,2%), Centro-Oeste (10,4%) e Norte (6,3%), conforme dados de 2020.

Essas projeções econômicas indicam um cenário de crescimento diversificado nas diferentes regiões do país, com o Nordeste liderando o caminho em 2023 e perspectivas positivas para o futuro próximo.

*Com informações de Valor Econômico

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Renata dos Santos, Secretária da Fazenda de Alagoas | Reprodução
Obras da Transnordestina | Foto: Agência Senado
agencia do bnb no bairro passaré - fortaleza - ceara
conectarecife
OIP
The landscape of Caatinga in Brazil
2021-04-23-general-salgado-5-1
Reprodução
Reprodução
Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }