Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
22 de fevereiro de 2024 00:39

Exclusivo: ecoturismo no Nordeste fomenta desenvolvimento regional

Exclusivo: ecoturismo no Nordeste fomenta desenvolvimento regional

Turismo sustentável ganha força na região, impulsionando economias locais e preservando o meio ambiente

De acordo com informações do Boletim do Turismo Doméstico Brasileiro, elaborado pelo Ministério do Turismo em conjunto com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o segmento de ecoturismo representa uma em cada quatro viagens de lazer realizadas no país. Esse dado é um reflexo da crescente busca por experiências autênticas e em harmonia com o meio ambiente.

Na região Nordeste do Brasil, a demanda por destinos ecológicos tem experimentado um considerável aumento, ganhando destaque como uma poderosa ferramenta para o desenvolvimento econômico das comunidades locais e a preservação do meio ambiente. Com praias paradisíacas e exuberantes ecossistemas de Mata Atlântica e Caatinga, a região oferece um cenário diversificado para os turistas em busca de experiências sustentáveis e contato com a natureza.

O crescente interesse pelo turismo responsável é impulsionado, em parte, pela preocupação com a preservação ambiental e pela conscientização sobre a importância de proteger os recursos naturais e culturais do Nordeste. Nesse contexto, o ecoturismo se mostra como uma alternativa viável, capaz de promover o desenvolvimento econômico das comunidades locais de maneira sustentável, alinhando a atividade turística à conservação ambiental.

Melhor país do mundo para o ecoturismo

O Brasil conquistou o título de melhor país do mundo para o ecoturismo. O título foi dado pela pela renomada Revista Forbes. A plataforma global Forbes Advisor criou o Índice de Ecoturismo, avaliando na sua classificação a biodiversidade, a riqueza de atrativos naturais e parques reconhecidos pela Unesco, além da sustentabilidade desses destinos. Entre os 50 países listados, o Brasil se destacou com uma pontuação impressionante de 94,9/100, superando com folga o México, que obteve 86 pontos e a segunda posição.

Segundo a Forbes Advisor, o Brasil se sobressaiu como o país com a biodiversidade mais rica dentre todos os destinos analisados, exibindo “mais de 43 mil espécies de animais e plantas diversas”. O ranking ainda enfatiza que “30% do território brasileiro desfruta de proteção” e destaca os oito locais no Brasil que possuem o prestigiado título de patrimônio mundial natural da Unesco.

“Em pouco tempo, conseguimos reconstruir a imagem de nosso país e o noticiário sobre o Brasil no mundo mudou. Saímos do lugar de ameaça da humanidade por agredir nossas florestas e nossa biodiversidade, e passamos a ser vistos como o país mais desejado, que o mundo quer conhecer e fazer parte dessa transformação, contribuindo com a sustentabilidade de nossa natureza através do turismo”, comemorou o presidente da Embratur Marcelo Freixo.

Negócios sustentáveis

Uma das empresas que se destacam nesse setor é a Agência de Turismo Socioambiental de Aventura Segura MaçaiOK, fundada em 2003 por Scheila de Almeida. Essa agência trouxe uma proposta inovadora ao Nordeste, introduzindo o conceito de Turismo Sociopedagógico Ambiental de Aventura Segura em todo o estado.

ecoturismo no nordeste - maçaiok
Divulgação MaçaiOk

Scheila enfatiza a atuação da empresa em todos os biomas de Alagoas, desde o litoral até o sertão, sempre tendo a natureza como principal cenário. “Enfatizamos a importância do resgate da arte, cultura e gastronomia local.” A empresa investe em uma equipe especializada e certificada para garantir a segurança das atividades e reduzir o impacto ambiental da atividade.

Com a crescente demanda por turismo sustentável, a estratégia de marketing da MaçaiOK busca atrair e fidelizar visitantes interessados em ecoturismo por meio das redes sociais e da divulgação do turismo de base comunitária. Porém, a empresa também enfrenta desafios, como a concorrência com prestadores de serviços não credenciados que oferecem preços fora do mercado. Scheila enfatiza que a credibilidade e a qualidade dos serviços oferecidos pela MaçaiOK são diferenciais importantes para quem busca um turismo responsável e consciente.

Além de oferecer experiências memoráveis em meio à natureza, a MaçaiOK também tem como missão promover a educação ambiental entre os turistas. “Nossos clientes vivenciam de uma forma lúdica a experiência de reeducação e conscientização dos recursos naturais e culturais do nosso Nordeste,” destaca Scheila. Através das redes sociais e outros meios de comunicação, a empresa busca sensibilizar os visitantes sobre a importância da preservação dos recursos naturais e da cultura local.

Outra empresa que vem se destacando na promoção do ecoturismo no Nordeste é a Camaleão Ecoturismo, com atuação em Alagoas e Pernambuco. Fundada por Isaías Christian, a agência busca promover a reconexão entre as pessoas e a natureza por meio de experiências em áreas verdes, trilhas ecológicas, cachoeiras e acampamentos, sempre com foco na sustentabilidade.

Divulgação Camaleão Ecoturismo

Para Isaías, a conexão com a natureza é fundamental para a saúde mental das pessoas, e foi essa percepção que o levou a criar a Camaleão Ecoturismo, buscando promover a reconexão entre as pessoas e a natureza por meio de experiências em áreas verdes, trilhas ecológicas, cachoeiras e acampamentos. “Eu vim da psicologia. Durante minha graduação, tive experiências na natureza que despertaram minha curiosidade para entender a relação do contato com a natureza e a saúde mental,” relata Isaías.

A empresa atua em várias regiões de Alagoas, como a Costa dos Corais, a região do Caminho das Águas e o Sertão alagoano, oferecendo roteiros que proporcionam experiências únicas e transformadoras. Isaías destaca o trabalho da Camaleão Ecoturismo em parceria com comunidades locais, buscando a valorização da cultura, do artesanato e da gastronomia típica. Além disso, a empresa também se preocupa com a preservação do meio ambiente, realizando a coleta de lixo durante as atividades e promovendo a consciência ambiental entre os visitantes.

Divulgação Camaleão Ecoturismo

Para garantir o desenvolvimento sustentável do setor, a Camaleão Ecoturismo investe em estratégias de marketing que enfatizam a qualidade e a segurança dos serviços oferecidos. A empresa utiliza as redes sociais para se aproximar dos clientes e construir um relacionamento próximo e duradouro. “As redes sociais, hoje em dia, se tornaram o rosto das empresas. Investimos bastante na interação no ambiente online e buscamos construir um relacionamento cada vez mais próximo com nossos clientes,” afirma Isaías.

A inclusão das comunidades locais no processo de desenvolvimento do ecoturismo é uma das preocupações da Camaleão Ecoturismo. A empresa busca promover a capacitação e a qualificação dos profissionais do setor, incentivando o protagonismo das comunidades e o desenvolvimento econômico e social das regiões onde atuam.

O trabalho de empresas como a MaçaiOK e a Camaleão Ecoturismo, aliado ao apoio e parceria do governo e de entidades, como a Secretaria de Turismo de Alagoas, tem impulsionado o setor de ecoturismo no Nordeste, contribuindo para o desenvolvimento econômico local e a preservação do meio ambiente. O ecoturismo tem se consolidado como uma atividade sustentável, que valoriza a riqueza natural e cultural da região e proporciona experiências autênticas e enriquecedoras aos visitantes.

Promovendo o ecoturismo sustentável: parcerias para o Futuro

A Secretaria de Turismo de Alagoas (Setur-AL) tem se dedicado a fortalecer o ecoturismo no estado. Com o objetivo de atrair visitantes interessados em experiências responsáveis com a natureza, a Setur-AL trabalha em parceria com diversas entidades para fortalecer o setor e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico das comunidades locais.

Bárbara Braga | Foto: Secom-AL

A Secretária de Estado do Turismo de Alagoas, Bárbara Braga, ressalta a importância de aproximar novos atores, apresentar todos os destinos do estado, fortalecer a regionalização e promover a diversidade de produtos e atrativos. Nesse sentido, a Setur-AL tem investido em estratégias para mostrar Alagoas além de suas praias, evidenciando toda a riqueza e diversidade de seus atrativos naturais.

Uma das iniciativas de destaque é o apoio e incentivo ao turismo de base comunitária. Na região Costa dos Corais, por exemplo, o município de Porto de Pedras abriga a Associação do Peixe-Boi, que promove o turismo de observação do peixe-boi-marinho de forma comunitária e ordenada. A estruturação local envolve os moradores, pescadores e estudantes da cidade, incentivando o desenvolvimento social e a consciência ecológica.

Outro caso de sucesso é a Praia do Patacho, também em Porto de Pedras, que ostenta a certificação internacional Bandeira Azul, comprovando o turismo sustentável, de segurança e responsabilidade social. Esses exemplos reforçam o compromisso da Secretaria em buscar o desenvolvimento do turismo em harmonia com a preservação ambiental e o engajamento das comunidades locais.

Divulgação MaçaiOk

A capacitação e qualificação dos profissionais do setor também são prioridades para a Setur-AL. Através do programa Escola do Turismo, mais de 11 mil alagoanos estão sendo capacitados em temas ambientais e sustentáveis, para melhor atenderem às expectativas do mercado e proporcionar um atendimento de excelência aos turistas.

No que diz respeito aos desafios, a Secretaria tem trabalhado para conscientizar todos os envolvidos sobre a importância do desenvolvimento sustentável. Com parcerias, políticas públicas e articulações, a pasta busca construir um ambiente de negócios que alie o equilíbrio entre o desenvolvimento do turismo e a preservação ambiental.

A perspectiva futura é promissora, com a Setur-AL contando com parcerias com o Ministério do Turismo e outras entidades para fortalecer o ecoturismo em Alagoas. A descentralização de verbas e a estruturação de programas regionais são vistas como oportunidades para incentivar ainda mais esse segmento que impulsiona a economia e o desenvolvimento social do estado.

“O compromisso do governo estadual com o ecoturismo sustentável e o envolvimento de diversos atores, públicos e privados, estão pavimentando o caminho para que Alagoas se consolide como um destino de referência no turismo ecológico consciente, onde a preservação ambiental e a valorização das comunidades locais caminham lado a lado com o crescimento econômico e social”, conclui a secretária.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Maceió
IPVA Ceará
Lucas Araripe | Reprodução
sebrae
refinaria
Elétrico da BYD em exibição na Bahia | Reprodução
Paulo Raposo assume a Diretoria de E-Commerce da Carajás Home Center
Pesquisador da Universidade Federal de Viçosa mostra combustíveis produzidos a partir da Macaúba | Foto: Acelen
Carnaval de Olinda | Reprodução
Fachada do Banco do Nordeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }