Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
28 de fevereiro de 2024 17:11

Oportunidades de negócios no Nordeste: região receberá R$ 700,4 bilhões em investimentos do Novo PAC

Oportunidades de negócios no Nordeste: região receberá R$ 700,4 bilhões em investimentos do Novo PAC

Obras abrangem infraestrutura, segurança hídrica e moradias, criando um cenário promissor para empresários e investidores

Com o anúncio do Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) a região Nordeste se prepara para as oportunidades de investimento e negócios que devem surgir com o programa. Os nove estados nordestinos serão responsáveis por desenvolver  projetos que totalizam R$ 700,4 bilhões para os próximos anos, representando 41,2% dos R$ 1,7 trilhão anunciados pelo Governo Federal.

Rio de Janeiro (RJ), 11/08/2023 – O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva fala durante cerimônia de lançamento do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) No Theatro Municipal, no Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Cerimônia de lançamento do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) No Theatro Municipal, no Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comunicação Social (Secom) nessa sexta-feira (11), sendo atualizados durante o lançamento oficial do Novo PAC no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, evento que contou com a presença do presidente Lula e ministros. Vale destacar que apenas o Sudeste receberá mais investimentos pelo programa, totalizando cerca de R$ 760 bilhões.

No Nordeste, os recursos estão direcionados para obras de infraestrutura de modais de transporte, incluindo a conclusão de duplicações em rodovias federais, a Ferrovia Transnordestina e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL). A segurança hídrica também é uma área prioritária, abrangendo melhorias nos eixos da transposição do Rio São Francisco, bem como a construção de açudes e adutoras para garantir o abastecimento de água.

Uma oportunidade significativa para o empresariado é o ponto em comum dos nove estados: o programa Minha Casa, Minha Vida. Segundo a Secom, o Novo PAC também destinará recursos para esse programa de moradias populares, além de financiar a compra de imóveis no Nordeste.

Sergipe é o estado da região que mais vai receber investimentos, serão R$ 136,6 bilhões ao longo dos próximos anos. A Bahia, por sua vez, ocupa a segunda posição, com um aporte de R$ 119,4 bilhões.

É importante mencionar que dos R$ 1,7 trilhão destinados pelo Governo Federal, essa verba será dividida em duas partes. Até dezembro de 2026, coincidindo com o fim do terceiro mandato de Lula como presidente, serão aplicados R$ 1,3 trilhão, enquanto outros R$ 320,5 bilhões serão investidos após 2026.

Conforme informado pela Secom, “os investimentos previstos no Novo PAC com recursos do Orçamento Geral da União (OGU) somam R$ 371 bilhões; os das empresas estatais, R$ 343 bilhões; financiamentos, R$ 362 bilhões; e do setor privado, R$ 612 bilhões.” Esse cenário oferece diversas oportunidades para empresários de diversos setores que poderão investir e contribuir para o desenvolvimento da região Nordeste.

Conheça os investimentos do PAC previstos para cada estado

  • Sergipe: R$ 136,6 bilhões
    1. Duplicação da BR-101 (Sul e Norte);
    2. Gasoduto do Projeto Sergipe Águas Profundas;
    3. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Bahia: R$ 119,4 bilhões
    1. Duplicação da BR-101 (da divisa de Sergipe à Feira de Santana);
    2. Duplicação da BR-116 (de Serrinha à Feira de Santana);
    3. Duplicação da BR-242 (de Barreiras a Luis Eduardo Magalhães);
    4. Contorno Norte de Feira de Santana;
    5. Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL);
    6. Duplicação da Estrada do Derba — BRT Águas Claras até o Subúrbio;
    7. Conclusão das barragens Catolé, Morrinhos, Baraúnas e Rio da Caixa;
    8. Conclusão da Adutora da Fé;
    9. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Maranhão: R$ 93,9 bilhões
    1. Adequação da BR-135/316 (de Miranda do Norte a Timon);
    2. Duplicação da BR-010 (de Imperatriz à Açailândia);
    3. Universalização do abastecimento de água em Barreirinhas, Imperatriz e São Luís;
    4. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Pernambuco: R$ 91,9 bilhões
    1. Conclusão da Ferrovia Transnordestina (Trecho de Salgueiro até o Porto do Suape);
    2. Adequação da BR-423 (de São Caetano a Lajedo);
    3. Adequação da BR-104 (de Caruaru a divisa com a Paraíba);
    4. Conclusão da segunda fase da adutora do Pajeú;
    5. Conclusão da primeira etapa da adutora do Agreste Pernambucano (1ª Etapa);
    6. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Ceará: R$ 73,2 bilhões
    1. Duplicação da BR-116 (de Pacajus até Boqueirão do Cesário, em Beberibe, e depois até Tabuleiro do Norte);
    2. Conclusão da Ferrovia Transnordestina — Trecho no Ceará até o Porto do Pecém;
    3. Duplicação do Eixão das Águas do Ceará;
    4. Cinturão das Águas do Ceará — Trecho I, o Ramal do Salgado;
    5. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Piauí: R$ 56,5 bilhões
    1. Duplicação da BR-343 (de Teresina a Altos);
    2. Construção da BR-330 (da divisa com o Maranhão ao entroncamento da PI-392 e depois do entroncamento da PI-397 a Ponto de Ribeiro Gonçalves);
    3. Conclusão da adutora de Jaicós;
    4. Conclusão da barragem Nova Algodões;
    5. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Alagoas: R$ 47 bilhões
    1. ​Duplicação da BR-101;
    2. Duplicação do Arco Metropolitano de Maceió;
    3. Canal do Sertão Alagoano — Trecho 5;
    4. Novo Hospital Metropolitano do Agreste, em Arapiraca;
    5. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Rio Grande do Norte: R$ 45,1 bilhões
    1. Duplicação da BR-304 (na Reta Tabajara);
    2. Duplicação da BR-304 (Mossoró no entroncamento da RN-016);
    3. Duplicação da BR-304 (entroncamento da RN-120 e depois no entroncamento da BR-226);
    4. Conclusão da Barragem Oiticica;
    5. Conclusão do Ramal do Apodi;
    6. Novo Hospital de Urgências e Emergências em Trauma e Neurocirurgia em Parnamirim;
    7. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
  • Paraíba: R$ 36,8 bilhões
    1. Duplicação da BR-230 (de Campina Grande a Farinha);
    2. Adequação da BR-230 (de Cabedelo a Oitizeiro);
    3. Vertentes Litorâneas da Paraíba (Trechos I e II);
    4. Hospitais de Clínicas e Traumatologia do Sertão Paraibano, em Patos;
    5. Moradias do Minha Casa, Minha Vida.
Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

conectarecife
The landscape of Caatinga in Brazil
2021-04-23-general-salgado-5-1
Reprodução
Reprodução
Reprodução
B3 | Reprodução
Maceió
IPVA Ceará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }