Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
19 de julho de 2024 18:46

Pernambuco registra a maior alta do País na produção industrial de fevereiro, diz IBGE

Pernambuco registra a maior alta do País na produção industrial de fevereiro, diz IBGE

Em fevereiro de 2023, quatro das 12 atividades industriais pesquisadas tiveram resultados positivos
Fábrica de Veículos. Foto: divulgação

Por  Redação
Para Folha de Pernambuco

produção industrial em Pernambuco teve a maior alta no Brasil durante o mês de fevereiro na comparação com janeiro deste ano.

Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a alta é de 8,8%. O resultado é o melhor entre as 15 localidades que contam com o indicador.

No panorama nacional, o IBGE informou que a produção industrial teve queda de 0,2% no país, próxima à estabilidade.

Além de Pernambuco, também são avaliados os resultados da região Nordeste e também dos estados da Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pará, Santa Catarina, Espírito Santo, Amazonas, Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

Na comparação com fevereiro de 2022, houve queda de 4,8% em volume de produção na indústria pernambucana. O mesmo ocorreu com a variação acumulada em janeiro e fevereiro, com recuo de 3,7% no Estado. A retração foi superior à de 1,1% registrada no Brasil.

O IBGE informou que, no acumulado dos últimos 12 meses – de março de 2022 a fevereiro de 2023 -, o desempenho negativo se repetiu, já que o desempenho de Pernambuco caiu 2%, contra uma queda de 0,2% no país.

Em fevereiro de 2023, quatro das 12 atividades industriais pesquisadas tiveram resultados positivos em Pernambuco em comparação ao mesmo mês de 2022.

Foram eles: fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores (156,5%); fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (26,4%); fabricação de bebidas (18,4%) e metalurgia (6,8%).

De acordo com o IBGE, a fabricação de produtos minerais não-metálicos (-54,4%) teve o pior desempenho entre as atividades industriais em fevereiro.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

ademi-bahia
Sebrae Alagoas promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas | Foto: Reprodução
sede-santander-1
Bilionarios-Nordestinos
polo RN
hospital
Corrente de comércio exterior nordestina atingiu US$ 24,97 bilhões no primeiro semestre de 2024 | Foto: Reprodução
bnb_infra
Ciclo do ouro impulsiona mineração sustentável e geração de empregos | Foto: Reprodução
Maceió, capital de Alagoas - Foto: Legacy600

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }