Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
2 de março de 2024 00:29

Sudene aprova incentivos fiscais de R$ 4 Bilhões em investimentos

Sudene aprova incentivos fiscais de R$ 4 Bilhões em investimentos

Diretoria Colegiada concede benefícios que viabilizam investimentos e geram mais de 20 mil empregos

A Diretoria Colegiada da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) aprovou, nesta quarta-feira (22), 31 pleitos de incentivos fiscais para nove estados da sua área de atuação. Esses pleitos representam investimentos totalizando R$ 4 bilhões, garantindo a criação de 20.334 empregos diretos e indiretos.

Placa de incentivo da Sudene
Placa de empreendimento incentivado pela Sudene | Reprodução

As aprovações compreendem seis pleitos de projetos futuros, 16 de redução de 75% do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ), nove de reinvestimento de 30% do imposto devido em projetos de modernização ou complementação de equipamentos, um de implantação e um de diversificação futuros.

Os incentivos fiscais são considerados ferramentas cruciais para atrair investimentos para a região, conforme destaca o superintendente da Sudene, Danilo Cabral. Ele enfatiza a importância desses mecanismos para a descentralização do desenvolvimento, promovendo a geração de emprego, renda e oportunidades. Cabral destaca que o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) aponta a diversificação dos investimentos e o estímulo à instalação na região do semiárido como estratégias fundamentais.

Os pleitos aprovados abrangem os seguintes estados:

  • Alagoas: 01 pleito aprovado
  • Bahia: 08 pleitos aprovados
  • Ceará: 02 pleitos aprovados
  • Espírito Santo: 10 pleitos aprovados
  • Maranhão: 03 pleitos aprovados
  • Minas Gerais: 01 pleito aprovado
  • Pernambuco: 02 pleitos aprovados
  • Piauí: 02 pleitos aprovados
  • Rio Grande do Norte: 01 pleito aprovado
  • Sergipe: 01 pleito aprovado

Heitor Freire, diretor de Gestão de Fundos e Incentivos Fiscais, esclarece que os pleitos futuros surgiram devido à proximidade do prazo para a concessão de benefícios fiscais, que se encerra em dezembro deste ano. Essa autorização é permitida pela resolução do Conselho Deliberativo da Sudene.

A concessão de incentivos fiscais pela Sudene pode ser realizada até 31 de dezembro deste ano, de acordo com a legislação vigente. Ante o prazo iminente, a expectativa é de um recorde na concessão de benefícios, já que o montante aprovado pela Autarquia este ano, em relação aos investimentos versus renúncia fiscal, atinge cerca de R$ 10 bilhões. Silvio Carlos do Amaral e Silva, coordenador-geral de Incentivos e Benefícios Fiscais e Financeiros, destaca que esses recursos são cruciais para 11 estados, contribuindo para a redução das desigualdades regionais.

O projeto de lei 4.416/2021, que prorroga os incentivos fiscais para projetos no Nordeste, norte de Minas, Espírito Santo e Amazônia até 2028, está em tramitação na Câmara dos Deputados. Embora tenha tido requerimento de urgência aprovado pelo Plenário da Casa, a apreciação do mérito ainda está pendente.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Renata dos Santos, Secretária da Fazenda de Alagoas | Reprodução
Obras da Transnordestina | Foto: Agência Senado
agencia do bnb no bairro passaré - fortaleza - ceara
conectarecife
OIP
The landscape of Caatinga in Brazil
2021-04-23-general-salgado-5-1
Reprodução
Reprodução
Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }