Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
27 de maio de 2024 13:12

Exclusivo: Pequenas e médias empresas devem ter linhas de crédito para atuar no Novo PAC

Exclusivo: Pequenas e médias empresas devem ter linhas de crédito para atuar no Novo PAC

O PAC trará investimentos em infraestrutura e oportunidades para empresas de todos os portes

O Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) foi lançado nesta segunda-feira (30) em Alagoas e deve impulsionar o desenvolvimento de negócios no estado. O secretário-executivo do Ministério dos Transportes, George Santoro, contou ao Investindo por Aí que, embora as grandes obras de infraestrutura previstas no PAC precisem da participação de grandes empresas, pequenos e médios empreendimentos devem ser beneficiados com linhas de crédito para as subcontratações necessárias.

Secretário Executivo do Ministério dos Transportes – George Santoro | Foto: Felipe Brasil.

“O Ministério do Transporte tem várias obras de investidores importantes aqui, como o Arco Metropolitano, que vai duplicar todo o entorno de Maceió para melhorar o trânsito e a logística da nossa produção industrial. Também temos alguns investimentos de duplicação na BR-101 muito importantes, em um pedaço da 316 também. Então são em torno de 1 bilhão e 800 milhões de reais aplicados no PAC aqui em Alagoas pelo governo Lula”, explicou Santoro.

Questionado sobre possíveis linhas de créditos para pequenas e médias empresas, o secretário executivo confirmou que haverá espaço para o segmento dentro do PAC, o que deve contribuir para o desenvolvimento local e regional.

“A maioria das obras do Ministério dos Transportes, por exemplo, são obras grandes de 400, 500 milhões de reais, onde as empresas que vencerem os processos licitatórios certamente irão demandar os serviços de empreendimentos locais. As pequenas e médias empresas devem atuar como subcontratadas e fornecedoras de serviços e produtos. Por isso mesmo, o PAC vai ter uma linha de crédito para pequenas e médias empresas pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social)”, concluiu.

As ações na região metropolitana de Maceió estão centradas na retirada do tráfego das rodovias federais da área urbana, por meio da duplicação dos trechos das BRs 316 e 424, que compõem o arco metropolitano da capital, e da duplicação dos demais trechos de rodovias federais que conectam Maceió às diferentes regiões de Alagoas. O Novo PAC aponta ainda a priorização dos estudos para concessão de novos trechos da BR-101 e da Malha Nordeste.

Renan Filho, Ministro dos Transportes, no lançamento do Novo PAC em Alagoas. Foto: Felipe Brasil.

O ministro dos Transportes, Renan Filho, reforçou que as obras de infraestrutura por meio do Novo PAC vai possibilitar o crescimento do turismo em Alagoas e facilitar a integração da capital com o interior do estado. 

“Vai haver mais fluxo de pessoas na capital e no interior, por isso esses investimentos são fundamentais para melhorar o turismo, facilitar para quem nos visita e para o próprio alagoano”, disse.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, enfatizou os valores destinados para a área da saúde, com o objetivo de acabar com os vazios assistenciais e fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS). “Na saúde, uma das principais metas é preencher o maior vazio assistencial do SUS, que é quando o cidadão vai ao posto de saúde e o médico solicita os exames para fechar o diagnóstico. As pessoas esperam, muitas vezes, meses com a receita na mão. Então, é urgente preencher esse vazio, por isso é prioridade a criação de uma rede de policlínicas e o Governo Federal já assumiu o compartilhamento de custeio”, disse.

Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Rui Costa | Foto: Felipe Brasil

A previsão é de que sejam investidos em Alagoas, nos próximos anos, em obras de infraestrutura e outras frentes de desenvolvimento, cerca de R$ 50 bilhões.

Ao todo, são 48 empreendimentos com reflexo direto em Alagoas, sendo 35 exclusivamente aqui e outros 13 com perfil regional, que incluem o Estado. O número de obras pode aumentar, com base em projetos e dados repassados à União pelo governador e pelos municípios.

O secretário de Estado da Infraestrutura, Rui Palmeira, disse que as principais áreas beneficiadas pelo Novo PAC em Alagoas serão as que beneficiam quem mais precisa. “Nós temos uma grande responsabilidade nas obras do PAC, principalmente com o abastecimento de água nas cidades sertanejas. Nós temos a obra do trecho 5 do Canal de Sertão, nós temos obras de habitação do Minha Casa, Minha Vida, já apresentamos mais de 2.500 casas como proposta à Caixa Econômica e estamos aguardando o retorno”, contou.

Rui Palmeira reforça que os investimentos vão beneficiar pequenas e grandes empresas, gerando empregos e melhorando a economia no estado. “São investimentos necessários para que as melhorias cheguem para a população e que o país tenha realmente uma retomada econômica forte. O PAC vai beneficiar tanto a população quanto as empresas que devem trabalhar nas obras. Vai empregar muita gente e isso, indiretamente, beneficia o mercado local, porque vai ter compra de material de construção, por exemplo. Vai beneficiar uma cadeia imensa e trazer desenvolvimento para Alagoas”, concluiu.

O plano de investimentos do Novo PAC foi apresentado pelo ministro da Casa Civil, Rui Costa, com a presença do governador Paulo Dantas (MDB); dos ministros dos Transportes, Renan Filho; de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho; além do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), de integrantes da bancada federal de Alagoas, deputados estaduais, prefeitos e representantes da Caixa Econômica Federal (CEF).

O que tem no Novo PAC para Alagoas?

  • Obra de adequação da BR-104/AL – Messias – São José da Laje;
  • Projeto de adequação da BR-316/AL – Pilar – Palmeira dos Índios;
  • Obra de construção da BR-416/AL – Colônia Leopoldina – Ibateguara;
  • Obra de duplicação da BR-101/AL – 2 lotes;
  • Obra de duplicação da BR-101/AL – lote 6;
  • Obra de duplicação da BR-101/AL – Novo Lino – Joaquim Gomes;
  • Obra de duplicação da BR-101/AL e acesso a Porto Real do Colégio;
  • Obra de duplicação do Arco Metropolitano de Maceió – BR-316/424/AL;
  • Estudos para concessão da BR-101/SE/AL/PE;
  • Estudos de nova concessão da Malha Nordeste (ferrovias).

Mais obras para Alagoas

A finalização e construção de 11.102 novas moradias do Minha Casa, Minha Vida, a instalação de 1.383 km de linhas de transmissão energética, a expansão do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, a construção do novo hospital metropolitano do Agreste, em Arapiraca, a retomada de 23 obras de unidades básicas de saúde em 15 municípios e a ampliação da capacidade do laboratório central de Maceió também estão entre as obras que serão realizadas dentro do Novo PAC.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

Imagem do WhatsApp de 2024-05-24 à(s) 10.44
Galvanifertilizantespng
pina - recife
tijolos-ecologicos-
(Foto: Romain Dancre/Unsplash)
img13-1
Praia de Carneiros | Reprodução
WhatsApp Image 2024-05-17 at 14.23
Imagem aérea de bairro de Marechal Deodoro | Foto: Ricardo Ledo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }