Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
21 de julho de 2024 11:37

BYD inicia construção da primeira fábrica de carros elétricos no Nordeste do Brasil

BYD inicia construção da primeira fábrica de carros elétricos no Nordeste do Brasil

Complexo em Camaçari, Bahia, marcará expansão da indústria automotiva na região
Cerimônia do início das obras do complexo fabril da BYD, em Camaçari. Ao centro, de branco, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) - Matheus Landim/Governo da Bahia
Cerimônia do início das obras do complexo fabril da BYD, em Camaçari. Ao centro, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) | Matheus Landim/Governo da Bahia

A gigante automotiva chinesa BYD deu início, nessa terça-feira (5), às obras da sua primeira fábrica de carros elétricos no Brasil. O complexo será construído do zero em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, onde anteriormente estava localizada a planta da Ford, até a pandemia.

O terreno de 4,6 milhões de metros quadrados, antes utilizado pela Ford, foi entregue ao governo estadual no fim do ano passado. A aquisição do complexo custou aproximadamente R$ 288 milhões. O investimento para a construção do polo industrial está estimado em cerca de R$ 3 bilhões. Quando finalizado, será a maior instalação da BYD fora da China. A expectativa é que a produção do primeiro carro comece ainda este ano, com capacidade para montar 150.000 automóveis por ano durante a primeira fase de implantação.

Executivos da BYD afirmam que serão montados no Brasil o Dolphin Mini, recentemente lançado no país, o Dolphin e o Yuan Plus, além do SUV híbrido Song Plus. Inicialmente, cerca de 25% das peças para a montagem dos veículos serão produzidas localmente, aumentando gradualmente à medida que a cadeia de suprimentos se estabeleça. Estima-se que em cinco anos a produção nacional atinja aproximadamente 60%, incluindo as baterias.

BYD Dolphin | Reprodução
BYD Dolphin | Reprodução

Na fase inicial das obras, serão construídas 26 novas instalações, incluindo galpões de produção e uma pista de testes, ocupando uma área de cerca de 1 milhão de metros quadrados. As antigas instalações do complexo serão destinadas a fornecedores que auxiliarão na produção de partes e peças dos novos veículos.

Alexandre Baldy, conselheiro especial da BYD, destaca que a empresa contribuirá para o crescimento econômico do estado da Bahia. “A BYD vai contribuir para o fomento econômico do estado, com a geração 10 mil empregos, e trará Camaçari de volta aos holofotes nacionais da indústria brasileira, transformando a cidade baiana em um polo de atração de fornecedores diversos ligados a toda cadeia produtiva, desde peças e acessórios até prestadores de serviços, dando prioridade a empresas locais”, afirmou.

A BYD também planeja fabricar chassis de ônibus e processar lítio e ferro fosfato, utilizados nas baterias dos veículos.

Segundo informações de envolvidos nas negociações, a BYD pagará apenas 5% do ICMS para a Bahia e ficará isenta do Imposto de Renda.

Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

ademi-bahia
Sebrae Alagoas promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas | Foto: Reprodução
sede-santander-1
Bilionarios-Nordestinos
polo RN
hospital
Corrente de comércio exterior nordestina atingiu US$ 24,97 bilhões no primeiro semestre de 2024 | Foto: Reprodução
bnb_infra
Ciclo do ouro impulsiona mineração sustentável e geração de empregos | Foto: Reprodução
Maceió, capital de Alagoas - Foto: Legacy600

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }