Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
Jornalismo econômico para a inovação no Nordeste -
19 de julho de 2024 09:48

Segurança de alimentos: um diferencial competitivo e econômico para a indústria alimentícia

Segurança de alimentos: um diferencial competitivo e econômico para a indústria alimentícia

Iniciativas como as da Usina Caeté e da COPRA demonstram que investir em segurança alimentar não só atende às expectativas dos consumidores, mas também fortalece a posição de mercado das empresas.

A segurança dos alimentos tem sido uma preocupação central para consumidores ao redor do mundo, o que se reflete em uma demanda crescente por garantias sobre a qualidade e a segurança dos alimentos. 

Realização do DDS-QA com os colaboradores em Marituba | reportagem segurança de alimentos | Foto: Reprodução
Realização do DDS-QA com os colaboradores em Marituba | reportagem segurança de alimentos | Foto: Reprodução

É o que mostra um estudo recente da Zebra Technologies Corporation, que revelou que apenas 28% dos consumidores confiam plenamente no manuseio adequado e na segurança dos alimentos. As principais preocupações incluem a higiene nas cozinhas, doenças transmitidas por alimentos e recalls de produtos comprometidos.

Em resposta a essas expectativas, empresas como a Usina Caeté, que produz açúcar, têm implementado iniciativas robustas para garantir a excelência em seus processos de produção e segurança alimentar. 

Em comemoração ao Dia Mundial da Segurança de Alimentos, celebrado em 7 de junho, a Usina Caeté lançou o projeto de Diálogo Diário de Segurança e Qualidade de Alimentos (DDS-QA) em suas unidades Matriz e Marituba. Esta iniciativa visa intensificar a conscientização sobre a segurança alimentar entre os colaboradores, garantindo adesão às melhores práticas de qualidade e segurança em todas as etapas de produção.

Iniciativas da Usina Caeté

Na Usina Caeté, Matriz, localizada em São Miguel dos Campos – AL, o tecnólogo de Alimentos Lucas Laurindo conduziu palestras informativas nas áreas de Fabricação de Açúcar e Armazém. “Nosso principal objetivo é conscientizar nossos colaboradores sobre a importância de garantir alimentos seguros. A participação de todos é crucial para assegurarmos a excelência e a confiabilidade do projeto”, afirmou Laurindo.

Simultaneamente, na Unidade Marituba, localizada em Igreja Nova – AL, o tecnólogo Mégido Roque e a técnica de Alimentos Débora Almeida conduziram o DDS-QA com os colaboradores da Refinaria, Armazém e Fabricação de Açúcar. Durante as sessões, enfatizaram a necessidade de potencializar as boas práticas já em vigor e encorajaram os colaboradores a manter um canal de comunicação aberto com seus gestores para sugestões e melhorias.

Breno Monteiro, supervisor de Armazenamento da Usina Caeté, ressaltou a importância dessas iniciativas nas unidades produtoras de Alagoas. “Há um engajamento geral nesse processo, desde a alta direção até a base. É fundamental que todos estejam alinhados com os procedimentos e processos para atingirmos nossas metas”, destacou Monteiro.

Exemplo de Compromisso: COPRA

Assim como a Usina Caeté, a COPRA também investe significativamente em segurança alimentar. A empresa alagoana, que produz óleo de coco extravirgem e é reconhecida no ramo de fabricação e distribuição de produtos alimentícios, adota políticas rigorosas para garantir a qualidade e a segurança de seus produtos.

A COPRA possui o selo FSSC 22.000, um reconhecimento global baseado em sistemas de gestão de segurança alimentar, que certifica a capacidade de seus processos de fornecer alimentos seguros para os consumidores.

De acordo com Hélcio Oliveira, presidente da COPRA, todos os produtos fornecidos pela empresa seguem um rigoroso controle de qualidade. “Nossos produtos atendem aos mais rigorosos requisitos de segurança e qualidade, desde a seleção das matérias-primas até a entrega final ao consumidor. A certificação reflete a dedicação da empresa em implementar práticas de gestão de segurança alimentar eficazes, promovendo a confiança dos consumidores e parceiros comerciais”, afirmou o gestor.



Print Friendly, PDF & Email

Gostou desse artigo? compartilhe!

Últimas

ademi-bahia
Sebrae Alagoas promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas | Foto: Reprodução
sede-santander-1
Bilionarios-Nordestinos
polo RN
hospital
Corrente de comércio exterior nordestina atingiu US$ 24,97 bilhões no primeiro semestre de 2024 | Foto: Reprodução
bnb_infra
Ciclo do ouro impulsiona mineração sustentável e geração de empregos | Foto: Reprodução
Maceió, capital de Alagoas - Foto: Legacy600

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#pf-content img.pf-large-image.pf-primary-img.flex-width.pf-size-full.mediumImage{ display:none !important; }